PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Organizada do São Paulo vai ao CT para protestar e pede Luxemburgo

Torcedores se concentraram no portão do CT da Barra Funda - José Eduardo Martins/UOL Esporte
Torcedores se concentraram no portão do CT da Barra Funda Imagem: José Eduardo Martins/UOL Esporte

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

22/02/2018 01h44

A segunda derrota consecutiva do São Paulo na temporada fez com que a torcida se revoltasse com o momento do time. A Tricolor Independente, principal organizada do clube, marcou protesto na frente do CT da Barra Funda assim que o revés por 2 a 1 para o Ituano terminou na noite de quarta-feira. Quem estava em Itu prometeu ir ao local e ainda convocou integrantes que já estavam na capital paulista.

Por volta da 1h30, na madrugada desta quinta, um grupo de 70 torcedores se aglomerou no portão principal do CT para aguardar a chegada da delegação são-paulina. Os organizados haviam chegado em dois ônibus, que ficaram parados no outro lado da rua. Para tentar conter qualquer possibilidade de tumulto, a Polícia Militar enviou 11 viaturas e ouviu dos líderes que a manifestação seria pacífica.

A liderança da torcida pediu a queda de Dorival Júnior, apontando Vanderlei Luxemburgo como substituto, e cobrou a diretoria pela contratação de atletas do nível de Hernanes e Calleri. Os jogadores foram atacados pela postura e por suposto corpo mole para derrubar a atual comissão técnica.

No Twitter, a Independente indicou que os jogadores são os principais culpados pelo momento de instabilidade do time, que disputou dez jogos no ano, com cinco vitórias, um empate e quatro derrotas. "Realmente, Dorival, você não entra em campo. Porém, temos jogadores canalhas que na data de hoje irão te derrubar. O culpado é o técnico, né? Em 2018 não teremos Rogério Ceni ou Hernanes para nos salvar o time! Será que podemos confiar em nossos jogadores?", publicaram.

A organizada ainda falou em jogar "por amor ou por terror" e que "acabou a paz": "Acabou a palhaçada. Muito respeito com a torcida tricolor. Time sem vergonha, diretoria medíocre e técnico de merda". A promessa é continuar com os protestos no domingo, antes do jogo contra a Ferroviária, marcado para as 17h no Morumbi.

O ônibus da delegação do São Paulo só chegou de Itu por volta das 3h. Primeiro, o grupo aplaudiu de maneira irônica, mas logo iniciou os cantos de protesto "muito respeito com a camisa tricolor, filhos da p..." e "Dorival, quebra meu galho, sai do São Paulo e vai para a casa do c...".

Futebol