PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vice do Cruzeiro vê Mano como "melhor do país" e multa de Fred como "piada"

Itair Machado, vice de futebol do Cruzeiro, fala sobre a temporada do clube - Divulgação/Cruzeiro
Itair Machado, vice de futebol do Cruzeiro, fala sobre a temporada do clube Imagem: Divulgação/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

21/02/2018 04h00

Homem forte do futebol no Cruzeiro, Itair Machado não mede palavras ao falar do tema mais polêmico do clube em 2018. Em entrevista exclusiva ao UOL, ele ironizou a multa de Fred com o Atlético-MG e colocou Mano Menezes no mesmo patamar de Tite. O cartola crê que a cobrança do ex-clube do atacante em caso de assinatura com a Raposa - multa de R$ 10 milhões - é "piada" e "ilegal".

Multa de Fred é vista como "piada" no Cruzeiro - Thomás Santos/AGIF - Thomás Santos/AGIF
Multa de Fred é vista como "piada" no Cruzeiro
Imagem: Thomás Santos/AGIF

"Essa contratação nunca é bem explicada. Eu sempre tive um bom relacionamento com o Fred e com o Francis, que é o procurador. Quando fiquei sabendo que teria a rescisão, eu liguei e marcamos. Aí ele falou: 'olha, tem uma multa de R$ 10 milhões'. Na hora, falei: 'essa multa é piada'. A gente entende que consegue não pagar na Justiça", declarou.

"Para o jogador ficar tranquilo, demos um documento que, se tiver que pagar, o Cruzeiro paga. Quando a Justiça falar que temos que pagar, o Cruzeiro vai pagar, mas não ao Atlético Mineiro. O Cruzeiro vai pagar para o credor que já intimou o Cruzeiro. Eu, Itair, entendo que a multa é ilegal. A justiça ou a CBF, alguém vai mostrar que isso é ilegal", acrescentou.

A multa do atacante não foi o único ponto abordado por Itair Machado em sua entrevista à reportagem. O vice de futebol falou também sobre o trabalho de Mano Menezes e colocou o técnico gaúcho no mesmo patamar de Tite, atual comandante da seleção brasileira.

"O Cruzeiro, hoje, modéstia à parte, tem uma ótima equipe. Não é só o Mano. O Mano é, para mim, o melhor treinador do Brasil ao lado do Tite. Mas temos uma equipe, tanto do Mano, quanto do Cruzeiro, que é muito boa", comentou.

Mano é considerado melhor do país no Cruzeiro - Daniel Vorley/AGIF - Daniel Vorley/AGIF
Mano é considerado melhor do país no Cruzeiro
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

No bate-papo que durou mais de 35 minutos, o vice-presidente de futebol do Cruzeiro abordou assuntos como o plano para alcançar a marca de 100 mil sócios, a admiração pelos irmãos Alvimar e Zezé Perrella e apontou os principais oponentes do clube na briga por títulos em 2018. Veja, abaixo, os principais trechos da conversa:

COMO CHEGAR A 100 MIL SÓCIOS

"Nós vamos chegar a 100 mil sócios ganhando os jogos e será agora na Libertadores. Torcedor não ajuda porque é bonzinho. É a minoria que quer ajudar o clube, até porque o dinheiro foi muito mal usado anteriormente. Eu disse que, se não tiver 100 mil sócios, vai atrasar o salário. Mas eu me expressei mal. Eu quis dizer o contrário. Se tiver 100 mil sócios, vamos manter tudo em dia. Só que depende da conotação que você coloca. Só teremos 100 mil sócios, quando o Cruzeiro for testado realmente em nível grande, na Libertadores, ganhando os jogos. O preço do ingresso, o torcedor vai ver que compensa ser sócio. Dentro deste projeto, o sócio vem naturalmente. Ter um grande time vai atrair 100 mil sócios. O Mineirão só cabe 64 mil torcedores, então o torcedor vai querer ser sócio para garantir o lugar dele".

REFORÇO DE PESO

"Não [posso revelar o grande reforço] porque a gente precisa continuar trabalhando. É um nome que, se vier, o torcedor vai adorar. Eu acredito que vamos chegar aos 100 mil sócios, vamos bem na Libertadores. Vamos ser campeões da Libertadores? É o que queremos. Vamos saber se seremos campeões vencendo os jogos e acredito que vamos vencê-los. Vamos nos classificar na primeira fase, condições de brigar pelo título e aí conseguiremos buscar jogadores".

PRINCIPAIS OPONENTES DO BRASIL

"Futebol, você pode anotar aí. Tem os favoritos, mas há aqueles que chegam de surpresa, mas hoje vejo o Vasco, embora não tenha enfrentado adversários qualificados, como um bom time. O Vasco vai passar e dificultar ainda mais o grupo do Cruzeiro na Libertadores. O Vasco, ao fim do ano, ninguém dava nada por ele. O Vasco pode ser essa surpresa. Fora isso, Cruzeiro, Palmeiras, Flamengo e o próprio Grêmio são tecnicamente melhores. Não adianta ter um super plantel se não tiver um bom trabalho".

RELAÇÃO COM ZEZÉ PERRELLA

Zezé Perrella é amigo de Itair Machado - Jonas Pereira/Agência Senado - Jonas Pereira/Agência Senado
Zezé Perrella é amigo de Itair Machado
Imagem: Jonas Pereira/Agência Senado

"Ele até brincou isso comigo e me mandou uma mensagem após o jogo contra o América-MG. Ele me mandou uma mensagem: "Parabéns, você montou um puta de um time e nem precisou dar palpite. Nem te dei, porque na hora que iria falar, você já ia lá e buscava". Ele até me deu uma indicação que foi o Luan, do Grêmio. Aí brinquei e falei com ele: "então, você traz o dinheiro, porque esse aí não tem jeito não". A gente tem isso, quando o Zezé vê que tem algo errado, ele vai dar o palpite. Eu converso mais com o Alvimar [Perrella], porque o Zezé está em Brasília. O melhor dirigente que conheci é o Alvimar, porque ele entende da finança, do Cruzeiro e do futebol para contratar. É lógico que ele aprendeu com o Zezé. E, hoje, a gente tem uma união muito grande. Falam que o Cruzeiro é divido e, na verdade, não é. São todos cruzeirenses, mas a gente entende que o Cruzeiro está em um momento de equação financeira. Outra coisa que a sua matéria falou é que é para pagar em três anos, mas não é. Aí lá fala que eu falei seis [meses], mas quando eu falei seis [meses], estava enganado. E o Cruzeiro tem que quitar em 12 meses, porque do contrário, a taxa de juros aumenta. Todos nós já passamos e acredito que você possa ter passado, mas a gente espera boas rendas na Libertadores e acredita que, em julho, pode haver uma grande venda ainda".

DAS CRÍTICAS A "MITAIR"

"Eu, primeiro, tive um momento de chateação, com as críticas infundadas. Mas tive a tranquilidade de saber que, com trabalho, você supera qualquer crítica. Graças a Deus, deu tudo certo, pelo menos na montagem do elenco. Agora vem a parte do dia a dia. A equipe é boa para tocar. O Mano é um grande treinador e um grande gestor também. Sobre o apelido, fiquei honrado com esse apelido. As pessoas que me veem na rua querem parar para tirar foto".

Futebol