PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos já lida com risco de "Gabigol dependência" após apenas três jogos

Do UOL, em São Paulo

19/02/2018 04h00

Após oscilar na arrancada do Campeonato Paulista, o Santos enfim conseguiu engatar uma sequência positiva na competição. Curiosamente, a série de ascensão coincide justamente com a entrada da Gabriel Barbosa no time. No domingo, o atacante voltou a ser decisivo, marcando o gol da vitória no clássico contra o São Paulo, fora de casa.

São apenas três jogos em seu retorno ao Santos, mas Gabriel já conseguiu anotar três vezes (contra Ferroviária, São Caetano e São Paulo).

Este desempenho de gols, em somente dez dias, é suficiente para superar o que o jovem fez em seu ano e meio jogando na Europa - um gol pela Inter de Milão (em dez jogos) e um pelo Benfica (em cinco partidas).

Gabriel decidiu o clássico contra o São Paulo com gol no segundo tempo - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF
Gabriel Barbosa decidiu o clássico contra o São Paulo com gol no segundo tempo
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Antes de Gabigol entrar no time, o Santos havia sido derrotado duas vezes em cinco jogos. Mas, mesmo com a mudança das últimas rodadas, o técnico Jair Ventura rebateu a interpretação sobre "time de um jogador só" e preferiu oferecer outra interpretação. O comandante diz acreditar numa evolução coletiva do Santos.

"O Gabigol é um jogador diferenciado. Todo treinador do mundo quer um jogador diferente. Ele acaba salvando a vida do treinador. Ele decide", comentou Ventura no domingo. "Não podemos e nem somos dependentes de um jogador só. Não tomamos gols há dois jogos e não perdemos há três. Temos de ter equilíbrio e acreditar no planejamento", acrescentou o técnico do Santos.

Gabriel ainda carece de entrosamento com os novos companheiros e reclamou de isolamento no primeiro tempo diante do São Paulo, distante de Eduardo Sasha e Copete. Mas claramente o atacante já oferece um novo peso ao ataque santista e, como novidade, um senso de liderança, como mostrou em orientações a companheiros durante o clássico de domingo no Morumbi.

Após a vitória sobre o São Paulo, o atacante comemorou o bom recomeço de carreira no Santos.

"Eu estou contente e feliz pelos três gols, mas prefiro ver pelo desempenho. Eu estou trabalhando bastante, desde os tempos em que estou na Europa. E também gosto de comemorar o resultado. Claro que é bom ter feito três gols em três jogos, mas o melhor é o time vencer e eu desempenhar bem", comentou.

O gol no Morumbi no domingo foi o 60º de Gabriel Barbosa com a camisa do Santos, contando a passagem anterior do atacante pelo clube. De quebra, o camisa 10 ampliou sua marca em clássicos paulistas – agora são 12 gols em duelos com rivais do Estado: Palmeiras (6), Corinthians (3) e São Paulo (3).

Futebol