PUBLICIDADE
Topo

Futebol

MS: Gandula registra BO por lesão corporal e diz que foi agredido por 4

Jeferson Reis agride gandula no fim do jogo entre Comercial e Operário - Reprodução de TV
Jeferson Reis agride gandula no fim do jogo entre Comercial e Operário Imagem: Reprodução de TV

Do UOL, em São Paulo

19/02/2018 08h02

Envolvido em uma confusão nos minutos finais da partida entre Comercial e Operário em Campo Grande (MS), o gandula Tadeu Francisco Kutter Júnior, de 19 anos, relatou em um boletim de ocorrência lavrado na noite de domingo que foi agredido por quatro pessoas durante o ocorrido. O caso foi enquadrado como “lesão corporal dolosa”.

De acordo com Tadeu, os jogadores Jefferson e Rodrigo Grau, o massagista Raul e um preparador de goleiro, todos ligados ao Operário, o agrediram ao longo da confusão. Presentes na delegacia, Raul e Jefferson alegaram que tudo começou com uma comemoração da vítima, que fez integrantes do time se sentirem provocados.

No relato, o massagista diz que foi “agredido verbalmente, mas sem agressão física”, ao tirar satisfações do gandula pela comemoração. Na sequência, Tadeu registrou como aconteceram as agressões.

“O autor Raul revidou com um soco no nariz da vítima, que em seguida a vítima saiu correndo e todos outros jogadores do Operário correram atrás, quando o alcançaram e deram um chute em sua panturrilha o derrubando ao solo, momento em que o autor Jeferson passou a lhe desferir socos no rosto, diante dos fatos outros jogadores e integrantes de ambos os times entraram na confusão e outras agressões de menor potencial ocorreram”, diz o relato.

Um preparador de goleiros não identificado e o jogador Rodrigo Grau também foram citados pelo gandula, mas não foram registrados como envolvidos no BO. Outro gandula também foi agredido, segundo o relato.

“A vítima Tadeu informa que o preparador de goleiros e o jogador Rodrigo Grau do clube Operário também o agrediram. Por fim, relata o gandula chamado Everton também foi agredido por tais pessoas. Os autores informaram estar sem lesões corporais aparentes”, diz.

A confusão ocorreu quando a partida de domingo entre Comercial e Operário, pela sétima rodada do Campeonato Sul-Mato-Grossense, caminhava para o final, no estádio Morenão. A partida estava nos acréscimos do segundo tempo quando o Comercial fez 1 a 0. Irritado como a comemoração do gandula, jogadores do Operário partiram para a agressão.

Enquanto o gandula deixava o campo com o nariz ensanguentado, jogadores das duas equipes trocavam pontapés e empurrões. O árbitro Paulo Salmázio encerrou o clássico local e expulsou três jogadores, Jeferson Reis entre eles, para que o policiamento agisse para conter a confusão.

Confira o registro do BO na íntegra:

Comparece nesta delegacia a equipe do BPCHOQUE, comandada pelo tenente PM Luiz Fernando Rodrigues, conduzindo os autores e apresentando a vítima nesta delegacia, onde em entrevista com as partes chegou ao conhecimento da autoridade que durante o jogo, já no final do 2º tempo do jogo entre Operário X Comercial, logo após o gol do comercial o gandula, ora vítima, fez gestos a torcida e ao banco de reservas comemorando o gol, isso gerou descontentamento por parte dos integrantes do Operário, que o autor Raul que e massagista do Operário, se sentiu provocado pela comemoração, foi até o gandula e interpelou sobre a comemoração fato esse que gerou segundo o autor uma provocação verbal por parte da vítima, mas sem agressão física, que o autor Raul revidou com um soco no nariz da vítima, que em seguida a vítima saiu correndo e todos outros jogadores do Operário correram atrás, quando o alcançaram e deram um chute em sua panturrilha o derrubando ao solo, momento em que o autor Jeferson passou a lhe desferir socos no rosto, diante dos fatos outros jogadores e integrantes de ambos os times entraram na confusão e outras agressões de menor potencial ocorreram.

Importante ressaltar que o jogo estava sendo transmitido ao vivo pela TV Morena e as agressões foram filmadas onde as partes foram orientadas a apresentar vídeos futuramente se acharem conveniente.

A vítima TADEU, informa que o PREPARADOR DE GOLEIROS e o jogador RODRIGO GRAU do clube Operário, também o agrediram. Por fim, relata o gandula chamado EVERTON também foi agredido por tais pessoas. Os autores informaram estar sem lesões corporais aparentes. Sem mais

Futebol