PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Precisava do São Paulo e o clube de mim, diz Cueva após superar polêmica

Rubens Chiri/São Paulo
Imagem: Rubens Chiri/São Paulo

Do UOL, em São Paulo

18/02/2018 12h56

Depois de superar a polêmica do início da temporada, o meio-campista Christian Cueva concedeu uma entrevista para a "Rede Globo" na qual fez um balanço do episódio e contou como chegou a um acordo para selar a paz e voltar a fazer parte dos planos do São Paulo e Dorival Júnior.

De acordo com o jogador, uma reunião aparou as arestas e resultou no entendimento de que a permanência era benéfica tanto para o clube como para ele, que disputará a Copa do Mundo com a seleção do Peru.

"Se não estivesse nos planos, poderia ser liberado para seguir a carreira. Mas depois disso uma reunião deixou todas as coisas claras. Precisava do São Paulo, creio que o São Paulo de mim, assim como dos meus companheiros. Quando falaram que estava dentro dos planos, fiquei mais tranquilo. Só me dediquei a trabalhar e esperar o meu momento", disse.

O início do desentendimento entre Cueva e a diretoria começou quando o meio-campista chegou atrasado (em seis dias) para a pré-temporada por causa de uma campanha publicitária no Peru, relativa à Copa do Mundo. O atleta recebeu uma multa, aceitou e tudo parecia caminhar bem.

Porém, o peruano pediu para não viajar ao ficar insatisfeito ao saber que seria reserva em um jogo contra o Mirassol, dias depois de ver a diretoria barrar proposta do Al Hilal, da Arábia Saudita, para mantê-lo. Ele chegou a fazer um desabafo nas redes sociais, mas apagou a publicação e pediu desculpas à torcida do São Paulo.

Neste momento de dificuldade, Cueva disse que recebeu apoio de duas pessoas ligadas à seleção peruana: o técnico Gareca, que chegou a vir para o Brasil conversar com ele, e o atacante Guerrero.

"Fiquei feliz com a visita do Gareca. Mais do que um treinador ele é um psicólogo para mim", disse Cueva, que também revelou uma ligação de Guerrero. "Ele ligou para me acalmar, que pensasse no que estivesse fazendo. Eu falei quase 45 minutos e realmente ajudou", disse.

Com a titularidade recuperada, Cueva estará em campo para o jogo contra o Santos, neste domingo, às 17h (de Brasília), no Morumbi.

Futebol