PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dorival acerta a defesa do São Paulo com sistema parecido com o do Santos

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo e Santos

17/02/2018 04h00

Um trunfo do São Paulo para o clássico deste domingo, no Morumbi, contra o Santos, é o sistema defensivo. A equipe, que no ano passado sob o comando de Rogério Ceni era alvo de críticas por sofrer muitos gols, não foi vazada nos últimos quatro jogos. Mas para ter tal eficiência o treinador utiliza características conhecidas dos alvinegros praianos.

Além dos treinos específicos de bola parada e do trabalho de posicionamento, Dorival também tenta aperfeiçoar taticamente a equipe e acelerar a saída de bola. Desta maneira, ele aproveita as atividades diárias no CT da Barra Funda para fazer um teste semelhante ao que fazia no Santos.

Diversas vezes neste ano, o meio campista Pedro, promovido da base do clube, foi puxado para atuar como zagueiro do time reserva, mesmo quando dois jogadores da posição estavam à disposição. Quando dirigia o Santos, Dorival utilizou em algumas ocasiões o meio campista Yuri no setor defensivo para preparar o jovem para fazer duas funções, até porque o jogador tem bom passe e poderia acelerar a transição para o ataque.

Na época do Santos, Dorival quis implantar uma saída de bola com três jogadores. Em geral, os times dos Brasil saem com quatro jogares na última linha. O treinador tentou tirar um atleta desse setor para colocá-lo no meio ou no ataque. Desta maneira, a equipe ganharia uma opção tática e Yuri também poderia ser um jogador mais versátil, pronto para atuar em mais de uma posição.

No entanto, o Alvinegro sofreu com desfalques e faltou tempo para implantar tal sistema. Nesta sua segunda passagem pelo Santos, Dorival virou alvo de críticas mesmo na conquista do título do Paulista de 2016. Na ocasião, o posicionamento mais defensivo do clube da Baixada na Vila Belmiro, contra o Audax, foi bastante questionado.

No São Paulo, por enquanto, Dorival também sofre com os problemas do calendário brasileiro e críticas. Neste domingo, por exemplo, ele vai ter de mudar a dupla de zaga. Rodrigo Caio, titular absoluto do time, cumpre suspensão automática. Arboleda, Anderson Martins e Aderllan aparecem como favoritos para a vaga.

Futebol