PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Desacordo financeiro pode tirar Fernandinho do Grêmio em 2018

Fernandinho marcou o primeiro gol no jogo de volta da final da Libertadores - REUTERS/Agustin Marcarian
Fernandinho marcou o primeiro gol no jogo de volta da final da Libertadores Imagem: REUTERS/Agustin Marcarian

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

21/12/2017 04h00

Fernandinho ainda não entrou em acordo com a direção do Grêmio. Valorizado pela boa temporada e com vencimentos já considerados altos, o jogador tem contrato se encerrando em dezembro e está próximo de deixar o clube.

Os primeiros contatos da direção do Grêmio com o estafe de Fernandinho não avançaram. A oferta salarial apresentada pelo clube não contemplou o atleta. A pedida dele não era o que pretendia a direção, e a distância entre os números gerou interrupção nas conversas.

O cenário atual aponta para saída dele. A ideia é que o tom seja definitivo até o fim do ano, prazo em que se encerra também a ligação dele ao clube. Fernandinho tem salário alto, foi contratado em uma época de realidade financeira diferente e os vencimentos batem a casa dos R$ 350 mil por mês. Sem afrouxar o controle financeiro, o Tricolor pretendia rever tal valor.

Fernandinho, apesar do desfecho à vista, foi importante nesta temporada. Com 32 anos, assumiu a titularidade do time após a saída de Pedro Rocha e terminou o ano com 59 jogos e marcando 12 gols.

Caso não permaneça, a ideia é firmar com algum clube brasileiro. O nome dele chegou a estar em pauta no Corinthians, mas perdeu força e não há uma definição sobre o destino até o momento.

Futebol