PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Eurico "dá bolo" e não comparece em delegacia para depor sobre eleição

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/11/2017 14h42

Intimado pela delegada Patrícia Aguiar para depor na Delegacia de Defraudações às 14h desta quarta-feira (29), o presidente do Vasco, Eurico Miranda, não compareceu ao local - situado na Cidade da Polícia - para prestar esclarecimentos sobre as suspeitas de irregularidades na eleição do clube. 

Quem representou o mandatário foi o advogado Eduardo Côrte Real Finamori, que justificou a ausência alegando problemas de saúde, tirou uma cópia do inquérito e adiou o depoimento para uma data ainda a ser agendada.

Patrícia Aguiar já ouviu quatro sócios que votaram no pleito e que estavam na urna 7 sub-júdice. A delegada declarou nesta terça que há "indícios de fraude" na eleição e que as investigações estão em andamento.

Ela abriu inquérito na última segunda-feira e tem 30 dias para concluí-lo. Outros sócios que estão sob suspeitas serão intimados a depor. Também são aguardados o assessor da presidência, Ricardo Vasconcellos, e mais dois funcionários cruzmaltinos.

A delegada havia exigido ao clube a lista de votantes da urna 7 e o Vasco não cumpriu o prazo de entrega, o que pode acarretar em um crime de desobediência, segundo a autoridade.

Futebol