PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Guardiola lembra tragédia da Chape e manda conforto às famílias afetadas

Pep Guardiola, técnico do Manchester City - REUTERS/Phil Noble
Pep Guardiola, técnico do Manchester City Imagem: REUTERS/Phil Noble

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

28/11/2017 12h15

Na semana em que a tragédia na Colômbia com a delegação da Chapecoense completa um ano, Josep Guardiola, técnico do Manchester City, fez questão de enviar uma mensagem carinhosa para os parentes e amigos de todas as 71 vítimas da queda do avião, que matou jogadores, comissão técnica, jornalistas e convidados na região de Medellín no dia 29 de novembro de 2016.

“Foi algo muito trágico, e há muitas coisas ruins acontecendo no mundo e no futebol também, com jogadores jovens”, declarou o treinador nesta terça-feira, no City Football Academy. “São fatos inesperados, que nunca serão superados, mas mando um abraço a todas as famílias”, complementou o técnico.

Na rodada do Campeonato Inglês seguinte ao acidente em novembro de 2016, diversos clubes da Premier League prestaram homenagens, com minuto de silêncio. No caso do City, já comandado por Guardiola na época, os jogadores ainda aqueceram para o jogo contra o Chelsea com uma camiseta preta, gesto de luto, com o emblema do clube catarinense e a hashtag #ForçaChape que rodou o mundo em solidariedade nas redes sociais.

Líder isolado da Premier League, com 37 pontos em 13 partidas, a melhor campanha na história do torneio, o time de Pep volta a campo nesta quarta-feira, diante do Southampton, décimo colocado, com 16 pontos. O confronto será no estádio Etihad, em Manchester.

Futebol