PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Futebol inglês veste arco-irís em campanha contra homofobia no esporte

Premier League apoia campanha Rainbow Laces, contra a homofobia - TONY O"BRIEN/Action Images via Reuters
Premier League apoia campanha Rainbow Laces, contra a homofobia Imagem: TONY O'BRIEN/Action Images via Reuters

Do UOL, em São Paulo

26/11/2017 09h22

Diversas personalidades do futebol inglês aderiram neste sábado à campanha Rainbow Laces, contra a homofobia no esporte. Jogadores, treinadores, árbitros e dirigentes vestiram as cores do arco-íris durante a campanha, que atingiu desde as divisões amadoras até a elite do Campeonato Inglês.

A Rainbow Laces visa protestar contra homofobia, bifobia e transfobia no esporte. Segundo dados levantados pela campanha, 72% dos torcedores ingleses já ouviram ofensas homofóbicas.

O estádio de Wembley foi iluminado com as cores do arco-íris durante a partida entre Tottenham e e West Brom, e o Norwich City exibiu uma foto do falecido jogador Justin Fashanu em seu material de divulgação da partida contra o Preston North End – Fashanu foi o primeiro jogador a se assumir homossexual em 1990, e tirou a própria vida oito anos depois.

Goleiro Heurelho Gomes, do Watford, com braçadeira de capitão em apoio a Rainbow Laces - LEE SMITH/Action Images via Reuters - LEE SMITH/Action Images via Reuters
Goleiro Heurelho Gomes, do Watford, com braçadeira de capitão em apoio a Rainbow Laces
Imagem: LEE SMITH/Action Images via Reuters

Aderiram também à campanha jogadores do Chelsea, do Manchester United, diversos árbitros e bandeirinhas e o treinador Jurgen Klopp, do Liverpool. O goleiro brasileiro Gomes foi um dos que participaram da ação.

Futebol