PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Treino do Sport no Ninho gera crise e vices ameaçam entregar cargo no Fla

Eduardo Bandeira de Mello coleciona problemas na diretoria do Flamengo em 2017 - Júlio César Guimarães/ UOL
Eduardo Bandeira de Mello coleciona problemas na diretoria do Flamengo em 2017 Imagem: Júlio César Guimarães/ UOL

Rodrigo Mattos e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/11/2017 17h55

A diretoria do Flamengo vive um momento turbulento por conta de exigências da situação e movimentações antecipadas para o processo eleitoral de 2018. Só que o clima piorou consideravelmente nesta sexta-feira (24). Tudo por conta da realização de um treino do Sport no CT Ninho do Urubu.

A cessão gerou nova crise política e alguns vice-presidentes ameaçam até entregar o cargo. Isso porque o clube pernambucano brigou na Justiça com o carioca pelo título de campeão brasileiro de 1987. A relação entre os dois tem sido marcada pela tensão nos últimos tempos. Assim, dirigentes do grupo da situação ficaram irritados com o espaço emprestado ao rubro-negro nordestino.

Já houve debate entre os cartolas e a ideia foi reprovada por quase a totalidade dos integrantes do Conselho Diretor. A discussão no momento é sobre o quanto desestabilizaria o clube se três ou quatro vice-presidentes entregassem o cargo ao mesmo tempo. O fato é que o episódio já é tratado internamente como a “gota que transbordou o copo" e poderá causar profundas mudanças na administração Eduardo Bandeira de Mello até o fim do ano.

O UOL Esporte apurou que o uso do CT foi um pedido do Sport ao Flamengo. O tema foi levado ao presidente Eduardo Bandeira de Mello pelo diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano. O vice-presidente de futebol, Ricardo Lomba, não tomou conhecimento do fato, pois está com problemas particulares e se afastou do cargo por alguns dias.

Sob questionamento, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, classificou a cessão do CT como "normal" dentro da colaboração esportiva entre os clubes. Ao mesmo tempo, afirmou que isso não muda o fato de o clube considerar seu legitimamente o título de campeão de 1987.

"Assim como treinamos várias vezes nas instalações do Sport, eles treinaram aqui hoje [sexta-feira]. Normal", afirmou Bandeira. "É uma prática comum de colaboração entre os clubes. Mas o campeão de 87 é o Flamengo. Isso todos sabem”.

Ele informou que vai dialogar com os aliados que não tenham gostado da medida, e não crê em saída de ninguém da diretoria.

Veja posição completa do presidente do Fla sobre o assunto:

"O fato de o Flamengo manter relações esportivas e profissionais com o Sport Recife, o que implica na cessão eventual de camarotes, centros de treinamento e em transações comerciais envolvendo atletas, não significa em hipótese alguma qualquer mudança de posição em relação ao Campeonato Brasileiro de 1987, conquistado brilhantemente no campo pelo Flamengo"

Futebol