PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fifa anuncia banimento de três dirigentes envolvidos em corrupção

Ex-presidente da Federação Venezuelana de Futebol, Rafael Esquivel admitiu corrupção - MIGUEL GUTIERREZ / EFE
Ex-presidente da Federação Venezuelana de Futebol, Rafael Esquivel admitiu corrupção Imagem: MIGUEL GUTIERREZ / EFE

Do UOL, em São Paulo

21/11/2017 10h39

O Comitê de Ética da Fifa baniu do futebol três dirigentes que se declararam culpados à Justiça em esquemas de corrupção no futebol.

Não poderão mais exercer qualquer atividade ligada ao esporte Richard Lai (ex-presidente da Federação de Futebol de Guam), Julio Rocha (ex-presidente da Federação de Nicarágua) e Rafael Esquivel (Venezuela).

Em 27 de abril de 2017, Lai se declarou culpado de duas acusações de fraude na apresentação de relatórios de contas bancárias e transações internacionais. O dirigente admitiu que os esquemas estavam relacionados a subornos que recebeu em troca de seu apoio em relação às eleições presidenciais da Fifa e para ganhar controle e influência dentro da AFC e FIFA.

Já Julio Rocha admitiu ter recebido subornos em troca da concessão de contratos com empresas de comunicação para comercialização de partidas das eliminatórias da Copa do Mundo da FIFA.

Esquivel se declarou culpado em esquemas que envolviam suborno e lavagem de dinheiro. Em troca dos subornos, houve a facilitação de contratos a empresas de comunicação para exploração de vários torneios de futebol, incluindo a Copa América e a Copa Libertadores.

Futebol