PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mineiro tem fórmula modificada, e Atlético-MG se pronuncia: "retrocesso"

Atlético-MG e Cruzeiro foram contrários à mudança do regulamento do Mineiro - Bruno Cantini/Atlético-MG
Atlético-MG e Cruzeiro foram contrários à mudança do regulamento do Mineiro Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

30/10/2017 19h34

Atlético-MG e Cruzeiro foram votos vencidos na reunião que definiu o formato do Campeonato Mineiro em 2018 e 2019. A partir da próxima temporada, o Estadual terá a fase de quartas de final, que será disputado em jogo único.

Semifinal e decisão serão em ida e volta, com o time de melhor classificação decidindo em casa e com a vantagem da somatória dos placares.

A principal dupla do futebol local foi contrária à mudança em reunião ocorrida na Federação Mineira de Futebol (FMF) na tarde desta segunda-feira (30).

“Cruzeiro, Atlético e América foram votos vencidos na questão de classificar oito clubes. Mas quando a maioria quer, é democracia. No entendimento do Cruzeiro, os clubes do interior, estando satisfeitos, nós também estamos. Se dependesse do Cruzeiro, manteríamos a fórmula anterior, porque ela, comercialmente, é melhor. Mas sabemos que os clubes do interior se juntaram e prevaleceu a soma na votação”, ressaltou Itair Machado, vice-presidente de futebol do Cruzeiro e representante do clube no local.

“A fórmula de disputa do Campeonato Mineiro vinha sendo aplicada há anos, com sucesso, e elogiada por especialistas de todo o Brasil. Dessa maneira, entendemos que a decisão de modificá-la representou inegável retrocesso”, afirmou Domênico Bhering, diretor de futebol do Galo.

O América-MG seguiu os votos de Atlético e Cruzeiro e também se posicionou de forma contrária à mudança no regulamento. Os clubes do interior se responsabilizaram pelos votos em prol da mudança na competição.

Futebol