PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após boicote na seleção, Emily Lima diz que jogadoras "cansaram"

Rafael Ribeiro/CBF/Divulgação
Imagem: Rafael Ribeiro/CBF/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

29/09/2017 19h18

Demitida do comando da seleção brasileira, a técnica Emilly Lima falou sobre o boicote gerado por algumas jogadoras do elenco. Em protesto contra a demissão, Cristiane, Rosana, Fran e Andreia Rosa anunciaram a aposentadoria da seleção.

“Essas meninas estão há muitos anos servindo a seleção brasileira. Elas já viram muitas coisas acontecerem ali dentro. E acho que chegou o momento de elas colocarem um ponto final nisso. Infelizmente, não foram todas, não são todas. Acho que são reféns da seleção, reféns da seleção brasileira”, afirmou Emily à “ESPN”.

Durante a entrevista, Emily disse acreditar que a pressão após cada resultado possa ter influenciado na decisão das aposentadorias. A treinadora lembrou de críticas após derrotas em Jogos Olímpicos e Copa do Mundo.

“Chegou o momento em que elas cansaram. Elas viram tudo que aconteceu com ela antes e viram o que podia acontecer nesse meu momento e o momento da comissão técnica. Eu sabia exatamente no que podia ajudar. E acho que esse foi meu grande erro da seleção”, continuou.

“Sempre são chamadas de amarelonas quando não ganham, que chega sempre na hora H e perde. Mas elas sempre chegaram sem ter o mínimo de apoio. Se formos comparar com outras seleções, estamos no início do futebol feminino”. 

Futebol