PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com ingressos de até R$ 800, seleção vê arquibancadas vazias contra Equador

Arena Grêmio tem arquibancadas vazias para jogo da seleção brasileira - Pedro Ivo Almeida/UOL Esporte
Arena Grêmio tem arquibancadas vazias para jogo da seleção brasileira Imagem: Pedro Ivo Almeida/UOL Esporte

Marinho Saldanha e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Porto Alegre (RS)

31/08/2017 21h46

Apesar de todo o prestígio do time de Tite, a Arena do Grêmio passou longe de estar lotada para o confronto entre Brasil e Equador na noite desta quinta-feira (31), pela sequência das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia 2018.

Com ingressos que chegavam a R$ 800 e pouco mais de 35 mil entradas vendidas de maneira antecipadas, o estádio que tem capacidade para aproximadamente 55 mil torcedores viu muitos espaços vazios nas arquibancadas – especialmente no anel superior.

Minutos antes de a bola rolar, um animador tentava – em vão – animar a torcida. O público não interagia. O grande destaque do pré-jogo era um evento com o cantor Thiaguinho na área externa da Arena.

Os camarotes, que custavam R$ 800, estavam vazios e preenchidos basicamente por patrocinadores. Nem mesmo os setores mais baratos – R$ 160 – se encontravam lotados.

O cenário não chega a ser uma novidade. Por conta dos altos preços, os jogos em Manaus e Belo Horizonte também tiveram espaços significativos vazios nas arquibancadas.

O próximo jogo da seleção no Brasil será também o último – contra o Chile, dia 10 de outubro, no Allianz Parque. E novamente com promessa de preços elevados.                        

Futebol