PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Meia da MLS esclarece lance com árbitro e "anula" expulsão de rival

Do UOL, em São Paulo

25/06/2017 18h31

A vitória do Philadelphia Union sobre o DC United por 1 a 0, no último sábado (24), foi marcada pela honestidade de Haris Medunjanin. O meia bósnio sofreu falta normal na lateral do campo, mas viu o árbitro expulsar o jogador rival Diante da injustiça, esclareceu ao dono do apito que Luciano Acosta apenas o empurrou, não o agrediu.

O lance aconteceu aos 30 minutos da etapa final, e a esta altura o Union defendia a vantagem no placar. Após a vitória assegurada, Medunjanin explicou a situação. “Eu senti o empurrão nas costas e então vi o cartão vermelho. Fui até o árbitro e ele perguntou ‘ele te chutou?’, e respondi que não, que tinha sido apenas empurrado. Para mim, [o lance] não foi para expulsão”, afirma.

O técnico da equipe de Philadelphia, Jim Curtin, elogiou a “atitude incrível” do meio-campista reconhecendo que, se estivesse no lugar dele, talvez não fosse tão honesto. Já Ben Olsen, o treinador do DC Union, elogiou o gesto. “Respeito muito esse tipo de coisa. Ele é um jogador de classe e um ser humano incrível”, enaltece.

Já os companheiros de Medunjanin ironizaram a atitude. “Não sei se o árbitro ou Acosta é o melhor amigo de Haris. Talvez eles vão sair hoje à noite e não queiram alguma tensão no ar”, declarou o zagueiro e capitão do Union, Oguchi Onyewu.

Dono da assistência que rendeu o gol da vitória, Bedoya foi menos deselegante. “Acho que ele quer ganhar algum prêmio de Fair Play ou algo parecido”, brincou.

Futebol