PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rodrigo pede licença do Vasco e Anderson Martins pode vir como substituto

Polêmico, Rodrigo tem passagem marcante pelo Vasco desde sua chegada - Buda Mendes/Getty Images
Polêmico, Rodrigo tem passagem marcante pelo Vasco desde sua chegada Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/04/2017 13h27

O período sem jogos do Vasco deverá também ser de mudanças no elenco para o Campeonato Brasileiro. Considerado um dos capitães da equipe, o zagueiro Rodrigo pediu licença e foi liberado do grupo até o fim desta semana. Embora ainda não esteja confirmada, a tendência é a de que ele não seja reintegrado ao time. A informação foi dada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo UOL Esportes.

Presidente do clube, Eurico Miranda foi questionado sobre o futuro do jogador e respondeu da seguinte forma:

“Ele teve a licença, sim. O futuro dele é este: está de licença até o fim da semana”.

Na contramão de um dos atletas mais emblemáticos do Vasco nos últimos três anos está a negociação com Anderson Martins, zagueiro campeão da Copa do Brasil de 2011, ídolo da torcida e que pode chegar para suprir a possível ausência de Rodrigo.

Atualmente no Umm-Salal, do Qatar, o jogador gera a expectativa em São Januário de que consiga estar livre em maio para o Cruzmaltino.

O técnico Milton Mendes deverá também promover o jovem Ricardo, do sub-20, para o setor. O garoto se juntará a Rafael Marques e Jomar. A tendência é a de que outro zagueiro também seja contratado. 

Problemas com Jorginho

No segundo semestre do ano passado, Rodrigo teve uma forte desavença com o então técnico Jorginho durante o treino. Segundo relato de pessoas próximas, o zagueiro reprimiu de forma dura o goleiro Jordi, recebeu uma intervenção do técnico, não gostou, o respondeu com um xingamento e deixou o gramado de São Januário.

Após deixar o Vasco, Jorginho admitiu o problema com o zagueiro, embora não tenha entrado em detalhes.

No clube desde 2014, ele disputou 173 partidas, fez 19 gols, foi bicampeão carioca e rebaixado no Brasileiro em 2015. Se caracterizou pelo estilo provocador com os rivais Flamengo e Fluminense e por protagonizar polêmicas com os atacantes Guerrero e Fred, fatos que o ajudaram a criar uma identificação com a torcida.

Futebol