PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Advogado pede habeas corpus para todos os corintianos presos no RJ

Pedido de habeas corpus para todos os corintianos presos no Rio de Janeiro - Divulgação / Site do TJ - Divulgação / Site do TJ
Imagem: Divulgação / Site do TJ

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/10/2016 16h59

O advogado paulista Valter Nunhezi Pereira impetrou um habeas corpus na tarde desta quarta-feira para os 31 corintianos presos na confusão com a Polícia Militar, no último domingo, no Maracanã, e para outros 10 que foram detidos e já estão soltos. Entre os citados no documento está André Tavares, torcedor que ganhou uma campanha maciça na internet onde alegam sua inocência.

O habeas corpus será analisado e, caso ele seja acatado, todos os envolvidos poderão responder ao processo em liberdade.

Nunhezi não estava inicialmente envolvido na defesa dos corintianos até então, já que 30 estão sendo representados pelo trio Marcus Vinicius Farias, Helion Moura e Gutemberg Souza e o torcedor André Tavares está sendo defendido por Rafael Faria e Gabriel Miranda Moreira.

Vale lembrar que para impetrar um habeas corpus não necessariamente se faz necessário ser advogado.

Presos em flagrante, os corintianos tiveram a detenção alterada para preventiva pela juíza Marcela Caram na última terça-feira (25) e, desde então, estão no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu (RJ). Eles foram enquadrados por crimes de lesão corporal - confirmada por um laudo positivado nos PMs -, dano qualificado, provocar tumulto em locais de jogos, resistência qualificada e associação criminosa.
 

Futebol