PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-Grêmio busca recomeço na base do São Paulo: "Irei me doar ao máximo"

Lateral esquerdo Júnior começa a treinar no São Paulo em busca de chance - Divulgação
Lateral esquerdo Júnior começa a treinar no São Paulo em busca de chance Imagem: Divulgação

Do UOL, em Porto Alegre

26/07/2016 12h31

Júnior começou, na última sexta-feira, a treinar nas categorias de base do São Paulo. E retornar a times inferiores poderia soar como um passo para trás na carreira do jogador, lançado no profissional do Grêmio por Felipão em 2015. Mas depois de encarar dificuldades para se firmar, o jovem de 19 anos acredita que vive um recomeço. 

"Jogar em um clube como o São Paulo, com toda sua estrutura e importância no futebol mundial, é uma possibilidade que irei me doar ao máximo para o grupo e para o clube. Meu objetivo é conquistar muitos títulos, colocar meu nome na historia do clube e ser muito feliz aqui", disse através de sua assessoria de imprensa. 

Nos bastidores do Grêmio, a razão eleita para ele não atuar é indisciplina. Segundo profissionais do clube, ele não parecia interessado depois de ter perdido espaço no time de cima. Antes mesmo da queda de Felipão, Júnior tinha voltado para equipes inferiores do Grêmio até renovar seu contrato. 

Ainda em 2015, ampliou vínculo - que vence em dezembro do ano que vem. E o salário de R$ 42 mil gerou ciúmes no grupo. Foi base para uma pedida de R$ 110 mil mensais de Marcelo Hermes. Rejeitada pela direção do Grêmio. 

Emprestado ao São Paulo até o fim do ano - depois de ser devolvido pelo Joinville - o jogador quer é esquecer o passado e conseguir a valorização esperada. 

"Tínhamos algumas propostas pelo Junior, porém optamos pelo São Paulo por ser um dos maiores clubes do Brasil e do mundo. A estrutura do clube é muito boa e tem a tradição na valorização de jovens atletas", explicou Fabiano Carpegiani, empresário do jogador. 

A ideia dos responsáveis pela carreira do atleta é que ele consiga mostrar serviço na equipe de base para logo ter oportunidade no time de cima. Se aprovar, poderá ter 50% de seus direitos comprados ao fim do período de empréstimo. 

Futebol