PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Suárez acredita que Messi voltará atrás sobre adeus à seleção argentina

Albert Gea/Reuters
Imagem: Albert Gea/Reuters

DO UOL, em São Paulo

22/07/2016 08h37

O uruguaio Luis Suárez iniciou a pré-temporada do Barcelona falando sobre o seu companheiro Lionel Messi. Em sua primeira entrevista coletiva após as férias, o atacante disse que acredita que o seu amigo voltará a jogar pela seleção argentina, apesar de ter indicado que não defenderia mais o país após a derrota na final da Copa América Centenário em junho. 

"Espero que ele não siga fora da seleção, como companheiro e admirador do futebol. Falou-se muito que a Espanha queria que ele se naturalizasse para jogar na seleção, mas ele sempre escolheu a Argentina e seu amor pelo país é indiscutível. É verdade que foi difícil o que aconteceu, mas acho que reconsiderará (a decisão de se aposentar da seleção)", disse.

Muito pressionado para ganhar o primeiro título pela equipe principal da Argentina, Messi ficou desolado com mais um revés em final, desta vez com um pênalti perdido. Porém, para Suárez o jogador se reapresentará na próxima semana recuperado para mais uma temporada pelo Barcelona.

"Leo está bem, desfrutando das férias, mas ansioso para começar a jogar. Foi uma pena o que aconteceu na Copa América, mas ele tem personalidade e sempre vai em frente. O que é preciso fazer é apoiá-lo " completou.

Concorrência no ataque

Suárez também usou o bom humor para comentar sobre a busca do Barcelona por um atacante reserva para ser opção ao trio ofensivo. Ele acredita que ninguém tem lugar cativo no time.

"Capaz de o treinador não estar feliz comigo... Normal que sempre queiram trazer bons jogadores. O treinador é quem manda, quem decide se o atacante vem. Bem-vindo seja porque ele vai somar e colaborar no objetivo de ganhar títulos e ninguém tem um lugar assegurado", disse.

O uruguaio ainda elogiou a contratação do meia português André Gomes. "Era um dos jogadores que mais me chamava a atenção no Valencia. Por sua capacidade física, por bater com as duas pernas... muitas coisas. Ele virá para ajudar", disse.

 

Futebol