PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Buffon quer jogar até os 40 e minimiza jogo de pés de Neuer: "fazia igual"

EFE/EPA/MAURIZIO DEGL"INNOCENTI
Imagem: EFE/EPA/MAURIZIO DEGL'INNOCENTI

Do UOL, em São Paulo

31/03/2016 17h18

Campeão de quase todos os títulos possíveis – falta a Liga dos Campeões -, Gianluigi Buffon afirmou que pretende atuar por mais duas temporadas, até os 40 anos. E não há dúvida sobre o time no qual ele encerrará sua carreira: a Juventus, clube que não trocaria “nem pelo dobro do salário”.

“Mesmo se me oferecerem duas vezes meu salário em outro lugar, permaneceria na Juve”, afirmou, em entrevista à revista “So Foot”. “Quero jogar nesse nível até os 40, então será isso”, continuou.

Seis vezes campeão do Campeonato Italiano com a Juventus e vencedor da Copa do Mundo de 2006, Buffon afirmou que o estilo de jogo do alemão Manuel Neuer, característico por jogar com os pés, não é nenhuma novidade no futebol.

“O que ele faz, eu já fazia no Parma, quando vencemos a Copa da UEFA, Copa Itália e Supercopa da Itália. Sempre tive predisposição para jogar com os pés”, explicou. “A coisa realmente nova foi introduzida pelo Barcelona há 10 anos, quando incluiu o goleiro na construção do jogo”.

O Parma foi o time que revelou Buffon para o futebol. O goleiro permaneceu no clube de 1995 a 2001, quando foi vendido para a Juventus por cerca de 45 milhões de euros. Em seu primeiro time, o italiano conquistou a Copa da UEFA, Copa Itália e Supercopa da Itália da temporada 1998/99.

Aos 38 anos, Buffon ainda é titular absoluto da Juventus e da Itália, e concordou com a afirmação de que o futebol italiano teve parte de sua geração de goleiros perdida. “Conosco, se fazemos 100 defesas e cometemos um erro, pelo resto da semana só se falarão desse erro, deixando-o louco. No exterior, no entanto, pode cometer erros e crescer tranquilamente. Aqui, se comete um erro não presta. Os que restaram de nós são muito fortes psicologicamente”, concluiu.

Futebol