PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mascherano fala em aposentadoria e sonha em ser técnico do River Plate

Volante quer retornar ao River para se aposentar como jogador. Depois, quer ser técnico - EFE/Jorge Zapata
Volante quer retornar ao River para se aposentar como jogador. Depois, quer ser técnico Imagem: EFE/Jorge Zapata

Do UOL, em São Paulo

09/03/2016 09h11

Classificação e Jogos

Aos 31 anos, Javier Mascherano ainda não sabe quando irá encerrar sua carreira como jogador de futebol. No entanto, já admitiu que pretende retornar ao River Plate, clube pelo qual se profissionalizou e no qual atuou entre 2003 e 2005.

Agora, o volante afirma que pretende seguir no clube de Buenos Aires após sua aposentadoria. Desta vez, segundo declarações do próprio jogador à Rádio Rivadavia, como treinador.

“Eu gostaria de voltar a trabalhar no River. Estive falando várias vezes com o presidente (Rodolfo) D’Onofrio sobre a possibilidade de voltar em algum momento”, disse. “Quando eu for treinador, gostaria de trabalhar no River. Seja na primeira divisão ou nas inferiores”, completou.

O meio-campista admite que “ainda falta” algum tempo para que deixe o Barcelona, mas deixou clara sua intenção de retornar ao Monumental de Núñez. Para isso, porém, precisa do aval da família.

“Quando tomo uma decisão, primeiro consulto minha família. Mas a volta está em minha cabeça”, afirmou. “De toda forma, espero poder jogar por vários anos, porque me sinto bem”, completou.

O próprio Rodolfo D’Onofrio já declarou torcer para que Javier Mascherano e Lionel Messi retornem à Argentina no futuro para encerrar suas carreiras no River Plate. O volante, porém, não demonstra muito otimismo com a possibilidade de ver o atual camisa 10 do Barça jogando a seu lado no River.

“Na Argentina, (Messi) se sente representado pelo Newell’s, é torcedor. A mostra de respeito de Messi ao River (no Mundial de Clubes de 2015) foi clara, mas não sei o que vai ser de seu futuro. Pela qualidade como jogador e pelo que representa, não encontro nenhum jogador que se pareça com Messi. Ele é completo”, afirmou.

Futebol