PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Hope Solo diz que procurou ajuda médica após suspensão para lidar com fúria

Do UOL, em São Paulo

27/03/2015 08h36

A goleira da seleção de futebol dos Estados Unidos, Hope Solo, contou que está tendo acompanhamento psiquiátrico para tratar “dor e fúria”. A jogadora decidiu procurar ajudar de um profissional após ser suspensa pela Federação de Futebol dos Estados Unidos no começo do ano.

“Eu disse para minhas companheiras de seleção que, pela primeira vez na minha vida, eu estou vendo um terapeuta e lidando com os meus problemas, finalmente canalizando toda a dor e fúria que estava dentro de mim”, contou Hope.

“Duas vezes por semana eu trabalhei com um médico que tem a experiência de já ter ajudado muitos atletas. Ele me ajudou muito a ver as coisas de forma diferente. Eu quero que minhas companheiras de seleção saibam que eu não fiquei apenas de folga por 30 dias. Agora quero ser uma pessoa melhor”, completou.

A goleira da seleção dos Estados Unidos explicou que não estava bem psicologicamente. “Eu estava toda bagunçada emocionalmente e mentalmente e eu passei a maior parte das minhas noites chorando com minha companheira de quarto do time”, disse Hope.

No começo do ano, Hope Solo acabou sendo suspensa por 30 dias pela federação de futebol do país "por mau comportamento". A atleta tem várias polêmicas em sua carreira. A última, que teria originado a punição da federação, segundo o site TMZ, foi estar ao lado do marido quando o mesmo dirigia alcoolizado. Ela teria dito aos policiais na ocasião “você sabe quem sou eu?”.

Além disso, Hope já foi detida acusada de violência doméstica contra seus familiares, também já foi acusada de ter agredido um treinador e até mesmo já teria sido agredida em 2012 pelo marido o ex-jogador da NFL Jerramy Stevens. 

Futebol