PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em clima tenso, Luxemburgo faz acordo e pagará R$ 2,3 mi a Edmundo

Luxemburgo pagará R$ 2,3 mi a Edmundo - Patrícia Santos/Folha Imagem
Luxemburgo pagará R$ 2,3 mi a Edmundo Imagem: Patrícia Santos/Folha Imagem

Do UOL, no Rio de Janeiro

27/02/2015 15h45

Em uma audiência judicial nesta sexta-feira, o técnico do Flamengo Vanderlei Luxemburgo e o ex-jogador Edmundo finalmente chegaram a uma acordo sobre a disputa judicial entre os dois que se arrastava por mais de 10 anos. O treinador pagará R$ 2,3 milhões em dez parcelas para o comentaristas da Band. Com isso, conseguirá suspender todas as penhoras sobre seus bens e seu salário no clube rubro-negro.

Edmundo entrou com processo contra Luxemburgo em 2006 por conta de dois cheques sem fundo não pagos. O processo se alongou, acumulou juros e chegou a um total de R$ 2,8 milhões com seguidas penhoras das contas, bens e rendimentos do técnico. Mas o ex-jogador nunca recebeu nada.

Até que, no final do ano passado, Edmundo conseguiu a penhora de parte dos salários de Luxemburgo. Em janeiro, o clube avisou que não pagaria mais salários ao treinador por conta de ordem judicial, e seus vencimentos ficaram suspensos. Assim, foi marcada uma audiência de conciliação nesta sexta-feira.

O relato de pessoas presentes é de que o clima não foi tranquilo. Os dois tiveram argumentos fortes durante a audiência, e Luxemburgo chegou a questionar a validade da dívida. O desembargador responsável, no entanto, informou que isso já tinha sido definido pela Justiça. Edmundo também reclamou do fato de nunca ter recebido.

"Uma parte cedeu um pouco de um lado e outra parte cedeu um pouco do outro e chegou-se a um acordo", contou o advogado de Edmundo, Luiz Roberto Leven Siano. Todas as penhoras em relação a bens e contas do treinador serão suspensas, e, a partir daí, ele começará a pagar as parcelas do débito.

Futebol