PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ídolo, Puyol pede demissão do Barça após diretor ser despedido

AFP PHOTO / QUIQUE GARCIA
Imagem: AFP PHOTO / QUIQUE GARCIA

Do UOL, em São Paulo

05/01/2015 13h35

O comando do futebol do Barcelona sofreu profundas mudanças nesta segunda-feira (05). Horas após o clube anunciar a demissão do diretor esportivo Andoni Zubizarreta, o ex-zagueiro e ídolo Puyol divulgou seu desligamento da equipe catalã. Aposentado dos gramados, ele atuava como auxiliar do dirigente e era apontado como seu possível substituto pela imprensa espanhola.

“Por este presente comunicado quero anunciar que decidi dar por finalizada minha relação laboral com o Barcelona. Estes três meses e meio me deram a oportunidade de ver o outro lado do clube. Aprendi muito, estou muito agradecido e agora quero experimentar outras coisas, de outra perspectiva e de outros lugares”, disse Puyol.

“Quero crescer tanto pessoal como profissionalmente para que, no futuro, tomara possa regressar a essa casa e devolver tudo o que me deu durante estes anos inesquecíveis", completou. Como jogador, Puyol fez parte da equipe que ganhou os principais torneios. Ele estava no Barça desde 1995.

A demissão de Zubizarreta já era fortemente especulada nos bastidores do clube nos últimos dias. Entre os motivos estariam negociações envolvendo jogadores brasileiros. O insucesso na venda de Daniel Alves na última janela de transferências e a contratação do lateral Douglas tornaram o ambiente instável para o ex-jogador.

Outra contratação contestável seria a do zagueiro Thomas Vermaelen, que chegou ao clube lesionado no início da temporada e foi bancado por Zubizarreta. O belga sequer estreou pelo Barça e não tem previsão de retorno.

Zubizarreta ainda era apontado como o principal culpado pela punição imposta pela Fifa, ratificada pelo Tribunal Arbitral do Esporte, ao Barcelona. O clube foi proibido de contratar jogadores por um ano devido a irregularidades em negociações com atletas menores de idade. A equipe catalã só poderá voltar a reforçar seu plantel em janeiro de 2016.

“O presidente do FC Barcelona, Josep Maria Bartomeu, decidiu rescindir o contrato do até hoje diretor Andoni Zubizarreta. O Presidente, em nome da Instituição, agradece Andoni Zubizarreta pela sua contribuição, dedicação e profissionalismo nos últimos quatro anos na direção do clube de futebol”, afirmou o Barça em um comunicado oficial.

Futebol