PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Colômbia bate EUA com ajuda de James e trapalhada de Armero

Do UOL, em São Paulo

14/11/2014 19h37

James Rodríguez disse na última quinta-feira que se sente melhor na seleção colombiana do que no Real Madrid. Nesta sexta-feira, ele mostrou em campo como isso é verdade na vitória de virada da Colômbia por 2 a 1 sobre os EUA.

Todas as jogadas ofensivas colombianas precisavam passar pelo seu pé. Ele criava jogadas, dava chutes perigosos e ajudo consideravelmente a Colômbia na partida, principalmente na etapa final.

Apesar da boa atuação, James não conseguiu deixar sua marca. Teo Gutierrez e Bacca, a dupla titular de ataque da Colômbia, foram os autores dos gols. Altidore diminuiu.

Fases do jogo: Dez minutos foram necessários para os americanos abrirem o placar. O responsável? O lateral Armero, ex-Palmeiras. Após bola cruzada na área, ele bateu a mão na bola e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, Altidore abriu o placar.

Depois do gol sofrido, os colombianos melhoraram em campo. James tentava criar jogadas para o gol de empate, que quase veio depois de uma parceria entre Teo Gutierrez e Carlos Bacca, que carimbou a trave de Howard.

A pressão colombiana voltou na segunda etapa e depois de uma bela jogada de James e uma atitude inteligente de Teo Gutierrez, Bacca empatou o jogo. O primeiro atacante estava claramente em posição irregular, mas ignorou a bola para seu companheiro passar pelo goleiro e marcar.

Quando tudo parecia resolvido, foi a vez de Teo Gutierrez mostrar seu faro de artilheiro. Após cruzamento de Cardona, ele completou de cabeça e garantiu a vitória.

Melhor – Teo Gutierrez: Não foi apenas o gol da vitória feito pelo atacante. A sua inteligência na jogada que acabou no empate foi fundamental para a equipe. Além disso, em outras jogadas, ele, ao lado de Bacca, deu grande trabalho para a defesa americana.

Pior – Armero: Em um jogo em que os americanos pouco criaram, Armero ajudou bastante o time rival ao colocar a mão na bola. No segundo tempo, ele quase foi expulso em um contra-ataque, só não recebeu o cartão porque o juiz não deu a falta clara que ele cometeu. 

Para lembrar

Desfalque
– Falcao García e Ospina não puderam jogar, pois estão machucados. Mesmo assim, foram ao estádio acompanhar a seleção.

Olé – Quem se importa com o placar? A torcida fez que festa no estádio em Londres gritando olé no fim da partida mesmo quando a partida ainda estava empatada.

Futebol