PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras diz que não entra em acordo e encerra negociação com Ronaldinho

Danilo Lavieri e Rodrigo Mattos*

Do UOL, em São Paulo

26/08/2014 17h58

*Com a colaboração de Guilherme Costa, nota atualizada às 18h53

Palmeiras e Ronaldinho Gaúcho não entraram em um acordo. O UOL Esporte apurou com dirigentes alviverdes e também com profissionais que trabalhariam com o jogador que, após um encontro das duas partes nesta terça-feira (26), não houve entendimento. Minutos depois, o clube, por meio do seu Twitter, divulgou que a negociação está definitivamente encerrada.

"As negociações entre Palmeiras e Ronaldinho Gaúcho chegaram ao fim na noite desta terça (26). Como não houve um acordo financeiro entre as partes, as conversas foram definitivamente encerradas por volta das 18h", afirmou via Twitter a equipe. 

Não houve entendimento na parte das exigências do jogador, que queria participação no marketing e até nas rendas de jogos. O clube, por sua vez, estava disposto a bancar cerca de R$ 250 mil mensais. Não houve acordo na porcentagem da bilheteria que iria para a conta do meio-campista. 

O clube chegou até a pagar uma taxa de R$ 600 na Federação Mineira de Futebol para a transferência do atleta. Esse procedimento, no entanto, foi feito de maneira preventiva, para que o meia pudesse jogar a Copa do Brasil. 

Ronaldinho e Palmeiras iniciaram conversas após o jogador ter sido oferecido por seu irmão e empresário Ronaldo Assis. O clube informou que não extrapolaria os limites financeiros para contar com o atleta.

Havia a expectativa por parte da diretoria de que o jogador poderia ser anunciado nesta noite, na festa de comemoração do centenário alviverde. 

Ronaldinho rescindiu com o Atlético-MG há quase um mês e, de lá para cá, apenas curte férias. Seu nome já foi ventilado em times do mundo inteiro, inclusive outros brasileiros, como Santos e Fluminense. 

Futebol