PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Espanhóis elogiam Neymar e pedem a cabeça de Messi após fracasso do Barça

Do UOL, em São Paulo

18/05/2014 10h24

A repercussão da pior temporada do Barcelona nos últimos seis anos acabou fazendo que o atacante Lionel Messi fosse apontado como um dos culpados pela má fase do time catalão. Neymar, que voltou a campo na decisão do Espanhol contra o Atlético de Madri após um mês afastado por uma lesão no pé, foi elogiado pelo esforço a tão pouco tempo da Copa do Mundo.

Em uma enquete promovida pelo diário catalão Sport, os torcedores do Barcelona indicaram a diretoria, envolvida em polêmicas com a contratação de jogadores como Neymar, mas elegeram Messi como o atacante que deveria deixar o clube.

O jornal espanhol Marca publicou reportagem sobre as vaias e críticas disparadas pelos torcedores do Barça a Messi no Camp Nou logo após o apito final para o empate contra o Atlético de Madri, que confirmou a perda do título Espanhol em uma temporada na qual o time já havia sido derrotado pelo Real Madrid na final da Copa do Rei, e pelo próprio Atlético nas quartas da Liga dos Campeões.

“Uma apatia e falta de intensidade que não é nova. No último capítulo da temporada, este foi o principal problema do argentino, que transmite ao público uma imagem de que joga andando. Se olhar para seus números, seu índice de gols não é ruim, mas há que considerar que muitos foram de pênaltis, e poucos gerados por ações de méritos seus”, disse o Marca.

Messi tem sido alvo de críticas na torcida do Barcelona porque estaria se poupando para a Copa do Mundo, o título que falta à carreira do craque argentino, eleito quatro vezes o melhor jogador do mundo pela Fifa, campeão de tudo pelo time catalão.

Exatamente por isso, Neymar recebeu elogios na imprensa espanhola. “O brasileiro demonstrou uma atitude que merece todos os elogios. Trabalhou para se recuperar a tempo e não importou que qualquer ação pudesse atrapalhar seu sonho de jogar a Copa em seu país. Colocou a perna nos lances com valentia e acabou em algumas vezes visivelmente mancando”, disse a reportagem do jornal Mundo Deportivo, que não economizou na exaltação ao atacante da seleção brasileira.

“Foi valente e assumiu a responsabilidade de puxar o carro quando a equipe precisou atacar. Tentou pelo lado esquerdo, mas também pelo centro do campo, buscando trocar de lado com Messi. Não conseguiu, mas ninguém pode reprovar seu compromisso. Ofereceu uma generosa entrega em sua primeira partida oficial depois de um mês”, concluiu o Mundo Deportivo.

A temporada sem títulos causou a queda do técnico Tata Martino, que ficou apenas um ano no cargo. O lateral Daniel Alves e o espanhol Isaac Cuenca se envolveram em polêmicas na Espanha por fazerem gestos obscenos para torcedores que os criticavam pela fase do Barcelona. O clube já pensa em uma renovação total que deixaria definitivamente para trás os anos da Era Guardiola, quando o Barcelona conquistou tudo o que era possível no futebol.

Futebol