PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bayern pode ser punido com R$200 mil após cartaz homofóbico de torcedores

Do UOL, em São Paulo

13/03/2014 09h27

A Uefa (Federação Europeia de Futebol) abriu um processo disciplinar contra o Bayern de Munique após um cartaz homofóbico exibido pelos seus torcedores, durante a partida do time alemão contra o Arsenal, pela Liga dos Campeões, na última terça-feira. O time poderá pagar até 50 mil libras (quase 200 mil reais).

O cartaz em questão faz referência aos 'Gunners' (apelido do Arsenal), chamando-os de 'gays', e ao meia Mesut Özil, que é caricaturizado na imagem em um desenho pra lá de controverso. Os autores também desenharam um canhão (símbolo presente no distintivo do Arsenal). Todos esses elementos trazem uma mensagem homofóbica e estão sendo investigados. Veja na imagem acima.

A torcida do Bayern tem rivalidade com Özil porque o atleta já jogou em times rivais na Alemanha, como o Schalke 04 e o Werder Bremen.

Vale destacar que o Bayern também está também sofrendo ação disciplinar por um outro cartaz, mostrado no mesmo jogo, no qual os torcedores mostram apoio ao Kosovo, país que se separou de Sérvia em 2008.

"Procedimentos disciplinares foram abertos contra o Bayern por comportamento discriminatório por parte de seus torcedores, mostrando um cartaz ilícito durante o jogo contra o Arsenal. O caso será decidido pelo Controle da UEFA em conjunto com o Corpo Disciplinar no dia 20 de março", disse a entidade em comunicado.

Futebol