PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente do Cruzeiro admite se candidatar a deputado estadual

Dionizio Oliveira

Do UOL, em Belo Horizonte

18/01/2014 13h02

Depois de se filiar ao Partido Verde em setembro passado, o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, admitiu que se candidatará a deputado estadual nas eleições deste ano. Antes avesso à política, o mandatário celeste alega que os clubes de futebol precisam de mais representatividade.

“Realmente me filiei a um partido político e penso em me candidatar. Nunca tinha pensado nisso antes. Nunca havia pensado em me filiar e me candidatar. Depois que eu me tornei presidente (do Cruzeiro), percebi que há necessidade dos clubes se fortalecerem nesse aspecto”, afirmou Gilvan.

Já no ano passado, o presidente tinha manifestado o desejo de se candidatar nas eleições de 2014, mas ainda não havia definido qual cargo. Dessa vez ele antecipou que tentará uma cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Uma possível eleição como deputado estadual, no entanto, não tiraria Gilvan do Cruzeiro. Ele disse que conciliará os dois cargos e seguirá à frente do clube celeste, o qual dirige desde o início de 2012, em sucessão ao agora senador Zezé Perrella.

“Recebi infinitos apoios da torcida do Cruzeiro, outros pediram para eu não me candidatar, porque o Cruzeiro precisa do meu trabalho aqui. Eu optei por me candidatar a deputado estadual, ser eleito, continuar em Belo Horizonte, e permanecer trabalhando no Cruzeiro”, afirmou o dirigente.

Além de concorrer nas eleições, Gilvan Tavares adiantou que será candidato à reeleição na presidência do Cruzeiro. O atual mandato termina no fim de 2014, mas ele pretende ficar no clube até a temporada 2017.

Futebol