PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Entre elite da bola, Ribéry supera Cristiano Ronaldo como melhor do mundo

Guilherme Ceciliano e Paulo Passos

Do UOL, em São Paulo

14/01/2014 06h00

Eleito melhor jogador do mundo em 2013, Cristiano Ronaldo não teria a mesma sorte caso apenas a “elite das seleções” da Copa do Mundo votasse. Levantamento do UOL Esporte com os votos dos técnicos e dos capitães das equipes que já venceram a Copa do Mundo (Alemanha, Argentina, Uruguai, Brasil, Itália, Inglaterra, França e Itália  e Espanha) e das outras escolhidas como cabeças de chave do torneio (Colômbia, Suíça e Bélgica), escolhidas pela Fifa pela classificação do ranking da entidade em outubro, apontou Franck Ribéry como preferido.
  
O francês ficou com 41 pontos levando em conta apenas os votos dos técnicos e capitães das 11 seleções. Campeão da Alemanha, da Copa da Alemanha, da Liga dos Campeões, do Mundial de Clubes na temporada, Ribéry recebeu seis votos de melhor do mundo, contra cinco de Cristiano Ronaldo e dois de Messi. Lahm, capitão da Alemanha, Kompany, da Bélgica, Ottmar, da Suíça, Oscar Tabárez, técnico do do Uruguai, Deschamps, da França, escolheram o francês como o melhor de 2013.

Na eleição que valeu, com todo o colégio eleitoral da Fifa (Federação Internacional de Futebol), que inclui jornalistas, técnicos e capitães de todas as filiadas da entidade, Ribéry ficou em terceiro lugar, com 23,36% dos votos - 1.127 pontos. Ronaldo teve 27,99% (1.365 pontos), à frente de Messi (1205 pontos), com 24,72%.

Ao receber o troféu, o português com fama de marrento não conteve a emoção e chorou no palco da festa da Fifa.

"Não há palavras para descrever esse momento. Estou muito feliz. Obrigado a todos os meus companheiros do Real Madrid e da seleção. É um orgulho enorme, as pessoas que me conhecem sabem o sacrifício que foi. É um momento muito emocionante para mim e não consigo falar", disse Cristiano Ronaldo.

O prêmio recebido na última segunda-feira foi o segundo do português. Ele já havia vencido em 2008, quando estava no Manchester United. Desde então, viu Messi levar todos os troféus. Já Ribéry esteve pela primeira vez na carreira entre os três melhores do mundo.
 

 

Futebol