PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Eleito por Cleber Machado, Ribéry venceria Bola de Ouro entre jornalistas

Do UOL, em São Paulo

13/01/2014 19h56

A Fifa anunciou nesta segunda-feira que o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, foi o vencedor da Bola de Ouro, prêmio dado ao melhor jogador do planeta no ano passado. Se a eleição fosse limitada a jornalistas, porém, o resultado teria sido diferente. Com direito ao voto do narrador Cleber Machado (TV Globo), representante do Brasil, o francês Franck Ribéry venceu nesse segmento.

Na lista de Machado, Ribéry superou Cristiano Ronaldo e o alemão Bastian Schweinsteiger. O brasileiro errou apenas a terceira posição da eleição de jornalistas – em vez do jogador do Bayern de Munique, a categoria escolheu o argentino Lionel Messi.

Entre os jornalistas que participaram da eleição, 80 indicaram o francês do Bayern de Munique como o melhor do mundo – cada voto na primeira posição tem peso 5. Ronaldo foi eleito por 48 representantes da imprensa, e Lionel Messi ficou com 20 sufrágios.

A lista de indicados a melhor do mundo ainda teve sete votos para o sueco Zlatan Ibrahimovic e três para o holandês Arjen Robben. O brasileiro Neymar foi escolhido por dois jornalistas (os representantes de Eritreia e Suazilândia).

Os jornalistas que participaram da eleição tiveram de formar listas tríplices. Na segunda posição, Messi foi o mais citado (61 votos). Ronaldo foi escolhido por 40 profissionais, e Ribéry recebeu 34 indicações. Cada voto nessa posição rendeu três pontos.

A indicação do segundo melhor do mundo entre os jornalistas ainda teve empate entre Ibrahimovic e Robben (cada um recebeu nove votos). Neymar ficou logo atrás deles, com cinco nominações.

Se Ribéry foi o mais indicado por jornalistas na primeira posição e Messi ficou no topo do segundo lugar, Ronaldo foi o recordista de votos de jornalistas para a terceira posição do planeta. O português recebeu 39 sufrágios – nessa posição, cada indicação contou apenas um ponto.

Os jornalistas também indicaram Messi (32 votos), Ribéry (22 votos) e Ibrahimovic (27 votos) na terceira posição. Neymar recebeu 12 escolhas para esse patamar.

Considerando-se o peso de cada voto, portanto, Ribéry obteve 524 pontos entre os jornalistas. Ronaldo somou 399, e Messi angariou 383.

O quarto colocado da votação entre jornalistas foi Ibrahimovic (89). Ele foi seguido por Robben (48) e pelo brasileiro Neymar (37).

Outro brasileiro citado pelos jornalistas foi o zagueiro Thiago Silva, terceiro melhor do mundo em 2013 na lista de Adam Khalil (Costa do Marfim). Para o jornalista, o defensor só foi superado por Yaya Touré (primeiro) e Ribéry (segundo).

A votação de jornalistas é especialmente significativa porque essa categoria era a única responsável pela escolha do ganhador do Bola de Ouro quando o prêmio foi criado pela revista “France Football”.

Originalmente, a “Bola de Ouro” era dada para o melhor jogador do ano no continente europeu. Apenas atletas nascidos no Velho Continente eram elegíveis para a láurea, que foi criada em 1956.

A partir de 1995, jogadores nascidos em outras partes do planeta passaram a ser considerados aptos na votação, desde que defendessem um time europeu. Nessa época, o colégio eleitoral da “France Football” também foi ampliado.

Em 2010, a “France Football” e a Fifa fundiram a Bola de Ouro e o prêmio que a entidade dava ao melhor jogador do planeta. Desde então, jornalistas do mundo todo têm participado da eleição.

Futebol