PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Confusão com clube do Qatar atrasa contratação do Corinthians

Meia Rodriguinho comemora gol pelo América-MG; jogador deve fechar com o Corinthians em breve - Divulgação/América-MG
Meia Rodriguinho comemora gol pelo América-MG; jogador deve fechar com o Corinthians em breve Imagem: Divulgação/América-MG

Gustavo Franceschini

Do UOL, em São Paulo

30/09/2013 19h14

Rodriguinho, meia que estava no América-MG, deve ser o novo reforço do Corinthians, mas só será oficializado a partir desta terça, quando a janela de transferências para o clube do Oriente Médio será encerrada. Até que o prazo acabe definitivamente, o clube mineiro vai aguardar uma manifestação do El Jeish, do Qatar, que chegou a fechar a contratação do jogador há quase um mês.

A negociação original renderia cerca de 2,7 milhões de euros ao América-MG, dono de 60% dos direitos econômicos de Rodriguinho. O restante do pagamento ficaria com o Capivariano, clube do interior de São Paulo. Para acertar com Rodriguinho, o El Jeish enviou proposta oficial, assinou contrato e prometeu mandar visto de trabalho e passagens para o jogador.

O América-MG, interessado na transação, afastou o atleta do elenco principal, mas Rodriguinho segue sem atuar. O El Jeish, desde então, desapareceu do mapa e nunca mais entrou em contato com o jogador ou o clube mineiro.

Interessado em reforços para o plantel ainda neste ano, o Corinthians acompanhou de perto a negociação e se aproximou de um acordo pelo jogador. “Estamos conversando e em mais alguns dias a gente consegue arredondar este negócio. É um bom jogador que mostrou interesse em vir para o Corinthians, mas não tem nada fechado”, disse Roberto de Andrade, diretor de futebol do clube alvinegro, em entrevista à rádio Globo.

O América-MG não se pronuncia sobre o assunto e só deve quebrar o silêncio nesta terça. De acordo com o diário Lance!, Rodriguinho custaria cerca de R$ 5 milhões ao Corinthians, valor bem inferior àquele que seria arrecadado em uma transferência para o exterior.

Além da esperança de que o El Jeish quebre o silêncio nas últimas horas da janela e efetue o pagamento, o América-MG também quer respeitar o prazo oficial para agir judicialmente. O clube do Qatar, segundo dirigentes do clube mineiro, assinou documentos oficiais enquanto a transação correu. Por isso, eles esperam levar o caso à Fifa para cobrar uma indenização. 

Futebol