PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo reage, mas é castigado no fim e perde para o Kashima na Copa Suruga

Ganso comemora ao marcar para o São Paulo contra o Kashima Antlers - REUTERS/Toru Hanai
Ganso comemora ao marcar para o São Paulo contra o Kashima Antlers Imagem: REUTERS/Toru Hanai

Do UOL, em São Paulo

07/08/2013 08h54

O São Paulo terminou a excursão ao exterior com uma derrota para o Kashima Antlers, por 3 a 2, na Copa Suruga. A equipe, que perdia por 2 a 0, conseguiu buscar o empate, mas sofreu um gol no último minuto de jogo e volta para o Brasil com um saldo melancólico da excursão: em quatro jogos, três derrotas e somente uma vitória.

Paulo Autuori enviou antes ao Brasil Jadson, Osvaldo, Rafael Toloi e Fabrício, que participaram da conquista da Copa Eusébio, contra o Benfica. Por isso, o time entrou modificado em relação à equipe que venceu o jogo em Portugal, com Maicon no meio e Adenílson no ataque.

O São Paulo chega ao Brasil na sexta-feira e já enfrenta a Portuguesa, pelo Campeonato Brasileiro, no domingo. A equipe busca uma recuperação no torneio. Atualmente, a equipe do Morumbi ocupa a 18ª colocação na tabela e precisa sair da zona de rebaixamento, mesmo objetivo do rival lusitano.

Apático em campo, o São Paulo foi envolvido pela equipe japonesa no primeiro tempo. Mesmo com mais posse de bola, o time tricolor não conseguia criar chances. O Kashima, por sua vez, apostava na velocidade e na disciplina tática de seus jogadores. Com isso, era muito mais efetivo. A estratégia deu resultado aos 24min, em uma falha coletiva da zaga são-paulina.

Shibasaki recebeu ótimo lançamento na ponta direita, tirou de Lucão e toucou para Osako. O atacante foi mais rápido que Douglas e Ceni, deu um chapéu no goleiro e mandou para o fundo das redes. O gol deixou o São Paulo ainda mais perdido em campo. Os japoneses aproveitaram para ampliar aos 39min, novamente com Osako que, lançado por Juninho, se antecipou aos zagueiros e desviou para o gol.

No segundo tempo, o São Paulo partiu mais para o ataque. Se por um lado chegava mais, por outro dava mais espeço ao adversário. Aos 13min, o meia Paulo Henrique Ganso se livrou da marcação e acertou um belo chute de fora da área, diminuindo para os brasileiros. Logo em seguida, porém, em um contra-ataque Silvinho fez pênalti em Osaka.

Os são-paulinos reclamaram muito da marcação, por considerarem que a falta foi fora da área. Osaka foi para a cobrança e Rogério Ceni defendeu. No entanto, o árbitro mandou voltar por considerar que o goleiro se adiantou. Novamente, os brasileiros se revoltaram, especialmente o capitão. Na segunda cobrança, o atacante japonês chutou para fora.

O São Paulo ganhou motivação com a chance desperdiçada pelo rival e se mostrou mais confiante. Aos 29min, o lateral direito Douglas fez bom cruzamento para Ganso, que tocou de primeira para Aloísio dentro da pequena área. Sem goleiro, bastou ao atacante empurrar a bola para o gol e empatar a partida. 

No último minuto, o São Paulo foi castigado. Em um chute despretensioso de fora da área, a bola desviou em Osako e enganou Rogério Ceni, fechando o placar e dando o título de bi-campeão da Copa Suruga ao Kashima Antlers.

BLOGUEIROS OPINAM SOBRE A DERROTA

  • Menon
    São Paulo ofende história construída no Japão. O grande time, que Juvenal destruiu, merece respeito pelo passado. E bulling contra alguém tão indefeso pode dar até prisão. Leia mais

  • Milton Neves
    Ganso joga muito, “cala” Rogério Ceni, mas São Paulo perde do Kashima com gol no apagar das luzes. E, afinal, quem tem razão no duelo entre Ney Franco e o capitão são-paulino? Leia mais

Futebol