PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Luxa negocia patrocínio com fornecedora de material esportivo do Flamengo

Vanderlei Luxemburgo com um dos modelos da Olympikus utilizado durante a temporada 2011 - Alexandre Loureiro/ VIPCOMM
Vanderlei Luxemburgo com um dos modelos da Olympikus utilizado durante a temporada 2011 Imagem: Alexandre Loureiro/ VIPCOMM

Vinicius Castro

No Rio de Janeiro

30/06/2011 12h00

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Flamengo, está próximo de assinar um contrato de patrocínio pessoal com a Olympikus, fornecedora de material esportivo do clube. As partes negociam e o acordo deve acontecer até o final do próximo mês. Com isso, Luxa passará a integrar o time da empresa ao lado de Bernardinho e José Roberto Guimarães, técnicos das seleções brasileiras de vôlei masculino e feminino, respectivamente.

No momento, a discussão sobre o tempo de contrato, que deve ser válido por um ano, está em pauta. A preocupação dos executivos da Olympikus é com que a empresa não fique descoberta caso o treinador deixe o Flamengo. O seu contrato com o time carioca vai até o final de 2012. Uma cláusula para rescisão sem ônus será estudada.

Quando o contrato for assinado, Luxa receberá um montante, ainda indefinido, e terá como principal função divulgar produtos da marca em jogos do Flamengo. A presença em feiras, congressos e palestras também será solicitada pela Olympikus. Nesta temporada, o treinador rubro-negro aposentou o terno e passou a utilizar camisas da linha casual desenvolvida pela fornecedora de material esportivo do Flamengo.

O efeito da iniciativa foi logo notado pelos executivos através do aumento na venda dos modelos. A partir daí surgiu a ideia de propor uma parceria ao técnico do Flamengo, que mostrou-se receptivo ao compromisso desde a primeira abordagem.

Vanderlei Luxemburgo ficou alguns jogos sem utilizar os uniformes da fornecedora rubro-negra. No entanto, a opção não está condicionada ao contrato negociado, já que ele não é obrigado pelo Flamengo a vestir o uniforme quando comanda a equipe na área técnica. Mas na última quarta-feira, o treinador voltou a usar camisa e agasalho da fornecedora durante a vitória sobre o América-MG por 3 a 2, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

Esporte