PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Arthur pagou R$ 1 milhão para romper com empresário após ida ao Barcelona

Empresário Jorge Machado (e) chamava Arthur (d) de filho antes de romper com o empresário que o levou à Europa - Divulgação/Arquivo Pessoal
Empresário Jorge Machado (e) chamava Arthur (d) de filho antes de romper com o empresário que o levou à Europa Imagem: Divulgação/Arquivo Pessoal

Do UOL, em São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte

09/05/2019 04h00

O empresário Jorge Machado disse que um ataque de hackers causou os xingamentos em sua conta no Instagram ao meia Arthur, que segundo o agente, ainda é seu cliente. O meia do Barcelona, no entanto, não trabalha mais com o antigo representante. O atleta notificou Machado na última semana sobre a intenção de romper a parceria que iria até junho de 2020 e pagou R$ 1 milhão do próprio bolso para desfazer qualquer vínculo.

Pai e estafe do jogador já não falavam a mesma língua há meses. Havia uma discordância sobre os valores que Arthur deveria receber pela transferência ao futebol espanhol. Uma ação na Fifa para a reparação da grana devida não está descartada. O lado do atleta reclamava ainda da distância para a Europa - Machado vive em Porto Alegre e pouco viaja por problemas pessoais. Com isso, negociações de contratos comerciais e novos acordos ficavam "travados", na visão da família do jovem jogador do Barça e da seleção brasileira. (Por Jeremias Wernek e Pedro Ivo Almeida)

Corinthians avalia propostas da Série A para se desfazer de meia encostado

O Corinthians avalia três propostas de clubes da Série A do Campeonato Brasileiro pelo meia Ángelo Araos, segundo apurou a De Primeira. Os nomes são mantidos em sigilo para que o negócio não seja prejudicado. A ideia é emprestar o chileno que está encostado e não atua há três meses - total de 21 jogos. Araos chegou ao Corinthians por 4,2 milhões de dólares (R$ 16,6 milhões na cotação atual) e cercado de expectativas em julho de 2018. (Por Samir Carvalho)

Empresa aciona Santos por comissão de R$ 307 mil em compra de B. Henrique

A empresa RWM Martins Assessoria Esportiva acionou o Santos já Justiça por comissão na contratação do atacante Bruno Henrique do Wolfsburg, em 2017 - o valor pedido é de R$ 307 mil. Bruno Henrique atuou no Santos em 2017 e 2018, e acabou negociado com o Flamengo, onde atua hoje. (Por Pedro Lopes)

Atual campeão, São Paulo decide não disputar Brasileirão de Aspirantes

O São Paulo não participará do Brasileirão de Aspirantes nesta temporada. Mesmo sendo o atual campeão do torneio, o clube optou por extinguir a categoria sub-23 para esta temporada - o que tira dos planos também a Copa Paulista. A avaliação do clube é de que a experiência dos dois últimos anos não foi muito proveitosa, tanto em termos técnicos como em termos financeiros. (Por Bruno Grossi e Demétrio Vecchioli)

Indefinição eleitoral gera debandada de profissionais da base do Fluminense

O clima de indefinição provocado pela eleição do dia 8 de junho resultou em uma debandada em Xerém, casa das divisões de base do Fluminense. Nos últimos dois meses, quatro profissionais do Tricolor deixaram o clube e o clima é de apreensão com a iminente troca de comando. Ante as incertezas, o coordenador de fisiologia Tane Kanope foi para o Atlético-MG, e o preparador de goleiros Fábio Pacobahyba seguiu para o Flamengo. Ex-coordenador de desenvolvimento, Marcel Giannecchini foi trabalhar com empresários, mesmo destino de Lucas de Souza, que atuava como auxiliar na coordenação. (Por Leo Burlá)

Atlético-MG foi aconselhado por advogado a pagar dívida por Rómulo Otero

O Atlético-MG foi aconselhado pelo advogado Breno Tannuri a não tentar novo recurso sobre a decisão do TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) em relação ao pagamento de Rómulo Otero ao Huachipato. O jurista conversou com a cúpula mineira e advertiu que o melhor, neste momento, seria o pagamento do débito de R$ 2,7 milhões aos chilenos. Não só pelo conselho, mas também por ele, a diretoria optou por fazer o depósito dentro do prazo estabelecido - 30 de maio de 2019. O receio é que, em um recurso, fosse reconsiderado o pedido dos chilenos de receber 2,5 milhões de dólares pelo empréstimo do jogador ao Al-Wehda, da Arábia Saudita. (Por Thiago Fernandes)