PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Corinthians recua em projeto de religião e veta bandeirão após críticas

Bandeirão confeccionado para exaltar o "Corinthianismo" foi vetado nas arquibancadas por conta da série de críticas ao projeto - Reprodução
Bandeirão confeccionado para exaltar o "Corinthianismo" foi vetado nas arquibancadas por conta da série de críticas ao projeto Imagem: Reprodução
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro

14/03/2019 04h00

O Corinthians começa a recuar com seu "Corinthianismo", campanha de marketing que compara o clube a uma religião. O clube vetou a estreia da abertura do bandeirão da campanha no clássico contra o Santos por ceder à pressão de pessoas contrárias ao projeto, principalmente nas redes sociais.

"Devido à divisão da torcida, em função da popularização, dos que são a favor e os que são contra, nós decidimos não abrir o bandeirão [contra o Santos]", disse o gerente de marketing, Caio Campos, ressaltando que "a campanha segue". A pressão aumentou após um dos criadores do projeto, o ex-diretor de marketing, Luis Paulo Rosenberg, se envolver na polêmica da "mulher com HIV". Além do símbolo oficial do Corinthianismo, a reportagem apurou que a peça carrega os seguintes dizeres: "Corinthians minha vida, minha religião, meu amor", frase que não consta no vídeo (acima). O bandeirão preencheria toda arquibancada leste inferior. (Por Samir Carvalho)

Eurico vomitou durante madrugada e sofreu broncoaspiração antes de morrer

Muito debilitado por conta da luta contra dois tumores no cérebro, Eurico Miranda morreu após sofrer uma broncoaspiração - quando saliva, líquido, comida ou vômito entram pelas vias respiratórias e sufocam a vítima - enquanto descansava em casa na manhã da última terça-feira (12). Ele já tinha passado mal na noite anterior e vomitado durante a madrugada, sofrend com o problema horas depois. O ex-presidente do Vasco ainda foi levado de ambulância para um hospital. Lá, com o dirigente em situação gravíssima, médicos da emergência sugeriram entubá-lo nas últimas tentativas para manter sua vida. Diante de tamanho sofrimento, filhos e esposa decidiram que não seria necessário e que o descanso eterno seria a melhor opção para o paciente que viu o quadro se agravar na última semana de vida. Eurico já não se alimentava e apresentava dificuldades na fala. (Por Pedro Ivo Almeida)

Dirigente do Red Bull vem ao Brasil e tenta levar palmeirense por R$ 43 mi

O Palmeiras pode negociar uma das promessas das categorias de base nos próximos dias. Segundo apurou a De Primeira, um representante do Red Bull Leipzig, da Alemanha, chega ao Brasil nesta semana para tentar acertar a contratação do lateral esquerdo Luan Cândido por 10 milhões de euros (R$ 43,2 milhões). Além do time austríaco, o Barcelona também tinha mostrado interesse no jogador, de 18 anos. Na agenda do dirigente estrangeiro também está a negociação para fazer uma parceria com um clube para que jogadores do Red Bull Brasil disputem a Série B do Campeonato Brasileiro neste segundo semestre. A ideia é que a equipe da multinacional, que participa do Paulistão deste ano, possa jogar o nacional em 2020. Entre os cotados estão Oeste e Bragantino. (Por José Eduardo Martins)

Penhora de troféu do Mundial do Corinthians terá decisão na próxima semana

O caso que chegou a resultar na penhora da taça do Mundial de 2012 do Corinthians terá uma decisão definitiva em breve. O julgamento do recurso corintiano entrou na pauta do dia 20 de março, na próxima semana, no Tribunal de Justiça de São Paulo. A taça chegou a ser penhorada, mas a penhora foi suspensa após recurso do alvinegro, que agora será julgado em definitivo. A ação é uma cobrança de cerca de R$ 1,3 milhão do Instituto Santanense de Ensino Superior. (Por Pedro Lopes)

Criticado, Levir Culpi mantém prestígio com diretoria do Atlético-MG

Levir Culpi começa a sofrer pressão por parte da torcida após os recentes resultados do Atlético-MG na fase de grupos da Libertadores - duas derrotas seguidas. Apesar das críticas, o técnico mantém prestígio na diretoria. A coluna De Primeira apurou que a diretoria do Galo nem sequer cogita a troca de treinador neste momento. A ideia é que o técnico permaneça até o fim do contrato, o qual se encerra em dezembro de 2019. O presidente Sérgio Sette Câmara e o vice-presidente Lásaro Cândido Cunha têm confiança de que o time pode se recuperar sob a batuta do atual comandante. (Por Thiago Fernandes)

Flu corre para quitar parte de atrasados e evitar novas penhoras

Com dívidas que já chegam a duas folhas salariais e outras premiações com o elenco, o Fluminense se mobiliza para pagar um mês completo (carteira e direitos de imagem) e ao menos outro referente aos vencimentos da CLT esta semana. A saída para a asfixia financeira é guardada a sete chaves, mas valores que a Atalanta (ITA) ainda tem a repassar ao Flu pela transferência de Ibañez é uma das fontes possíveis. O assunto é mantido sob sigilo no clube, já que o departamento financeiro teme novas penhoras e bloqueio de valores por parte de credores. O clube correr para pagar o que deve antes de sofrer novo bloqueio judicial. (Por Leo Burlá)