PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Agente cobra parte de salário de Lucas Lima após briga com Neymar Pai

Lucas Lima (e) e Neymar Pai (segundo da esq. para a dir.) celebraram contrato e desagradaram ex-agente do jogador - Divulgação
Lucas Lima (e) e Neymar Pai (segundo da esq. para a dir.) celebraram contrato e desagradaram ex-agente do jogador Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre

27/02/2019 04h00

Rompido com Neymar pai, com quem manteve parceria, o empresário Edson Khodor quer receber comissões sobre todos os valores já recebidos por Lucas Lima a título de imagem (10%) e salário (5%). Caso o contrato seja cumprido até o fim (dezembro de 2022), seriam cerca de R$ 6 milhões a serem recebidos pelo agente, que manteve contrato com o meia até janeiro de 2018.

Khodor alega que foi excluído das negociações com o Palmeiras pela equipe da N&N Consultoria, de Neymar pai, mas, quando o negócio foi fechado, em dezembro de 2017, ainda mantinha contrato com Lucas Lima, e por isso teria direito a receber os valores - ainda segundo o agente, Neymar pai teria oferecido R$ 500 mil em uma tentativa de acordo, recusada. Do lado de Lucas Lima e da NN o argumento é de que Khodor, ao ficar de fora das negociações, não prestou nenhum serviço na elaboração do acordo, logo, não tem direito à remuneração. (Por Pedro Lopes)
 

Vasco: Alto salário e tempo de contrato atrasam renovação de Maxi

Mesmo longe da melhor forma neste início de 2019, Maxi López segue em alta no Vasco. Prova disso é que clube e estafe do jogador já pensam na extensão do contrato do atacante com o Cruzmaltino. Ocorre, no entanto, que as conversas estão travadas em dois pontos: a pedida salarial do atleta foi considerada muito alta para os padrões do clube e as partes ainda discordam da duração do novo vínculo. A diretoria de São Januário quer prorrogar por mais um ano - até o fim de 2020 - e com pequeno reajuste, enquanto o argentino pede para assinar até o final de 2021 e com um aumento de 100% em cima do atual salário de R$ 300 mil. As divergências, no entanto, ainda não são tratadas com alarde. Clube e jogador acreditam em um entendimento em breve e adotam publicamente um tom de tranquilidade no caso. (Por Bernardo Gentile)

Corinthians terá que liberar Régis em caso de proposta, mas ficará com 20%

O meia Régis, contratado por empréstimo até o fim desta temporada e que já treina com os demais jogadores no CT Joaquim Grava, chega ao Corinthians com uma espécie de "cláusula de saída". A reportagem apurou que o clube de Parque São Jorge é obrigado a liberá-lo caso os baianos recebam uma proposta do exterior. No entanto, o Alvinegro ficará com 20% do valor total da transação. Pedido pelo técnico Fábio Carille, Regis chega com preço de compra fixado, mas os valores são mantidos em sigilo pelos dois clubes. (Por Samir Carvalho)

MP inicia processo para possível inquérito em estádio do Atlético-MG

Marco Antônio Borges, promotor do meio ambiente do Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG), abriu procedimento para estudar a possibilidade de inquérito sobre a construção da Arena MRV por parte do Atlético-MG. A ideia, de acordo com o processo iniciado na última sexta-feira (22), é "investigar a construção de estádio de futebol de grande porte e dimensões do Clube Atlético Mineiro em região de APP (Área de Preservação Permanente) no bairro Califórnia, em Belo Horizonte". O receio, segundo a assessoria de imprensa do órgão público, é que haja algum tipo de irregularidade nas ações para obtenção de licenças. O Galo tenta três tipos - LP (Licença Prévia), LI (Licença de Instalação) e LO (Licença de Operação). (Por Thiago Fernandes)

São Paulo busca Roger Guedes, mas valores impedem negociação

O próprio São Paulo afirma que está em fase de reconstrução e, dentro desse processo, passou a olhar o mercado em busca de reforços. Um dos nomes cogitados foi o do atacante Róger Guedes, do Shandong Luneng, da China. O Tricolor fez uma consulta ao estafe do jogador há quase duas semanas e percebeu que a negociação não seria viável. Principalmente pela parte financeira, já que o Palmeiras vendeu o atleta aos chineses no ano passado por 9,5 milhões de euros (R$ 43 milhões à época), o que inviabilizaria qualquer tentativa de compra. E como o salário recebido na Ásia é alto, até mesmo um empréstimo é visto como complicado para a realidade tricolor. Ele jogou apenas uma vez e, ontem, ficou fora da lista de inscritos na Liga dos Campeões da Ásia. O "corte" o pegou de surpresa, mas não faz o São Paulo se empolgar. (Por Bruno Grossi e Thiago Fernandes)

Meninos que escaparam sem ferimentos de incêndio definirão retorno ao Fla

O Flamengo retoma aos poucos as atividades nas categorias de base após a tragédia no CT Ninho do Urubu. Ficou acertado que os 13 meninos que sobreviveram - sem ferimentos - ao incêndio sem ferimentos definirão a data de retorno ao clube. Será no tempo de cada um e a decisão tomada em conjunto por profissionais do Rubro-negro e familiares. Já os três feridos vivem situação semelhante, mas a volta aos treinos está ainda mais cercada de cuidados e dependerá de uma série de avaliações. (Por Vinicius Castro)