PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Palmeiras se incomoda e aguarda movimento da Globo sobre direitos de TV

Divulgação
Imagem: Divulgação

30/11/2018 04h00

O Palmeiras tem se incomodado com a demora na resolução do impasse com a Globo pelos direitos de transmissão de TV aberta e pay-per-view para o Brasileirão de 2019. As partes mantêm conversas, mas as negociações não têm avançado e, a um mês do final do ano, ainda não se sabe onde os jogos do time serão transmitidos nessas plataformas. De acordo com apuração da coluna De Primeira, o clube se preocupa com a indefinição, que afeta anunciantes, operadoras e assinantes, mas por enquanto se mantém irredutível nas tratativas e aguarda que a emissora carioca dê o próximo passo.

O grande problema nas negociações é uma cláusula que reduz o valor pago ao Palmeiras por causa do acordo do clube com a Turner, dona da marca Esporte Interativo, para a TV fechada. A Globo insiste em incluir esse item, enquanto o Palmeiras não cogita aceitar a redução de maneira nenhuma e ainda pede uma valorização dos termos atuais. Além do clube alviverde, as outras duas equipes que ainda não fecharam com a Globo para o ano que vem são Bahia e Atlético-PR.(Por Leandro Miranda)

Time amador do PR fica com R$ 1,2 milhão por ida de Zé Rafael ao Palmeiras
O Trieste, time amador de Curitiba, ficou com R$ 1,2 milhão da negociação que levou o meia Zé Rafael do Bahia para o Palmeiras. O montante corresponde a 40% dos R$ 3 milhões pagos ao Coritiba, que era dono de 30% dos direitos econômicos do jogador. Os outros 70% pertenciam ao Bahia e  foram vendidos ao Palmeiras, por R$ 14,5 milhões. Revelado profissionalmente pelo Coxa, Zé Rafael jogou pelo Trieste em 2009 após migrar do futsal para o futebol de campo. (Por Napoleão de Almeida)

Com empresário de Tite, volante do Inter espera abrir mercado na Europa
Rodrigo Dourado trocou de empresário. Até o meio deste ano sob cuidados do ex-zagueiro Jorge Baidek, o volante ficou poucas semanas com negócios sob cuidados do pai. Rapidamente fechou um novo acordo de gestão de carreira, agora com o empresário Gilmar Veloz, o mesmo do técnico da seleção brasileira, Tite. A ideia na mudança, segundo apurou a coluna De Primeira, é abrir novos mercados na Europa. Titular do Inter há quatro temporadas, Dourado teve sondagens aquém do esperado na última janela e entendeu que precisava de mais representatividade na gestão de sua carreira para conseguir deslanchar. Com 24 anos, o jogador, tão logo assinou com Veloz, já recebeu uma sondagem do Hertha Berlin, da Alemanha, e foi observado por olheiros de clubes do Leste Europeu. (Por Marinho Saldanha)

CT do São Paulo - José Eduardo Martins/UOL - José Eduardo Martins/UOL
Imagem: José Eduardo Martins/UOL
Jardine quer campo do CT do SPFC com marcação diferente para treino tático

Estudioso do futebol, André Jardine já mostrou que vai exigir bastante dos jogadores do São Paulo na hora do trabalho tático. Para ajudar a cobrar mais dos pupilos e para observar melhor o posicionamento de cada um, o treinador pediu para que o gramado de um dos campos do CT da Barra Funda passasse a ter vários quadrados como marcação no chão. 

Os funcionários do clube se dedicaram para deixar tudo do jeito que o comandante queria. Durante os treinamentos, Jardine exige bastante dos atletas, e mostrou preocupação com o empenho na marcação. O treinador foi efetivado no cargo para 2019 pelo presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. (Por José Eduardo Martins)

Torcedor se ajoelha e agradece Marques por passagem no Atlético-MG

Diretor de futebol interino do Atlético-MG e cotado para seguir no profissional em 2019, Marques passou por uma situação inusitada na tarde dessa quinta-feira (29), durante o treino da equipe. Um dos torcedores que visitou a Cidade do Galo se ajoelhou aos pés do dirigente e o agradeceu pela dupla formada ao lado de Guilherme nas décadas de 1990 e 2000.

Visivelmente emocionado, o dirigente se assustou e ficou embaraçado com a atitude, mas ao fim agradeceu o carinho do torcedor. Marques assumiu a coordenação da base do Atlético no início da temporada. Em outubro, logo após a demissão de Alexandre Gallo, ele se tornou o diretor de futebol do clube. O ídolo é considerado interino no cargo, mas há uma ala da diretoria que é favorável à manutenção em 2019, mesmo que no cargo de gerente de futebol. (Por Thiago Fernandes)

Fluminense bandeiras - Leo Burlá/UOL - Leo Burlá/UOL
Imagem: Leo Burlá/UOL
Flu troca marcas por bandeiras no Maracanã e se livra de multa da Conmebol

Antes de a bola rolar para Fluminense e Atlético-PR, o Tricolor providenciou a retirada de todas as peças publicitárias de marcas não parceiras da Conmebol.

No lugar, o Flu colocou bandeiras tricolores pelo Maracanã, o que livrou o clube de uma multa. Pelo regulamento da entidade, apenas patrocinadores de suas competições podem ser exibidas em seus torneios, cabendo punição financeira para quem descumprir a norma.

No jogo contra o Nacional, o Tricolor alega que o Maracanã não efetuou a retirada, o que rendeu ao Flu uma espécie de advertência. Na semifinal, o clube tomou para si a missão e mandou confeccionar os pavilhões que ficaram suspensos abaixo da cobertura. (Por Leo Burlá)