PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Demora de Renato Gaúcho incomoda e faz Grêmio já pensar em plano B

Presidente Romildo Bolzan (e) tem pressa para definir situação de Renato Gaúcho (d) e cargo de treinador do Grêmio para 2019 - Lucas Uebel/Grêmio
Presidente Romildo Bolzan (e) tem pressa para definir situação de Renato Gaúcho (d) e cargo de treinador do Grêmio para 2019
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro

23/11/2018 04h00

A demora de Renato Gaúcho para dizer se aceita a proposta de renovação tem incomodado o Grêmio. Nos últimos dias, o clube tratou de procurar o treinador mais de uma vez para tentar obter resposta ou sinalização sobre o caso. Nesse sentido, Romildo Bolzan Jr., presidente gremista, viajou ao Rio de Janeiro e deve viajar a Salvador para dar andamento as tratativas. A presença do dirigente em dois jogos fora de casa não é usual e indica a busca por novidades.

Ao mesmo tempo, começa a surgir a ideia de um plano B para assumir o comando do time em 2019. Rogério Ceni, atualmente no Fortaleza, Roger Machado, desempregado após deixar o Palmeiras, e Tiago Nunes, treinador do Atlético-PR, são nomes que agradam aos dirigentes. Nenhum contato foi feito até o momento, ainda à espera de Renato. (Por Jeremias Wernek)

Revelação do Atlético-PR assina com Kia por ir à Europa

Uma das revelações do Campeonato Brasileiro de 2018, o meio-campista Bruno Guimarães, do Atlético-PR, ganhou dois representantes com grande mercado no futebol europeu. Depois da Copa do Mundo, o jogador acertou parceria com os empresários Kia Joorabichian, que representou a MSI no Corinthians, e Giulianno Bertolucci. Os agentes possuem relação estreita com atletas da seleção brasileira como Philippe Coutinho, Marquinhos e Paulinho. Bruno tem passaporte espanhol desde a infância e não ocuparia uma vaga de estrangeiro em grande parte das maiores ligas, o que facilita uma transferência. (Por José Edgar de Matos)

Vasco x Palmeiras: Polícia liga alerta e aumenta efetivo

A preocupação com a segurança na partida entre Vasco e Palmeiras, no próximo domingo (25), é tamanha que a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) se reuniu com um representante alviverde para detalhar questões referentes à escolta, deslocamento e carga de ingressos para o jogo. Na última quarta (21), Marcelo Vianna, diretor de competições da entidade, recebeu Ednilton Feres, funcionário do clube responsável por cuidar dessas questões. No encontro, ficou acertado o trajeto do ônibus palmeirense até São Januário, além da carga de 5% dos ingressos para a torcida visitante. A conversa entre ambos aconteceu antes mesmo de o plano de ação de jogo ser executado, o que não é usual. O jogo que pode carimbar o título do Palmeiras é tratado como um evento de "alerta vermelho" na Ferj e na Polícia do Rio, que aumentou em 50% o efetivo para o jogo. (Por Danilo Lavieri e Leo Burlá)

Corinthians: Prefeitura quer impedir acordo por penhora de taça

A Prefeitura de São Paulo acionou a Justiça para tentar impedir que Corinthians e Instituto Santanense de Ensino Superior façam um acordo na briga que chegou a penhorar o troféu do Mundial de 2012 do alvinegro. A taça chegou a ser penhorada para saldar uma dívida de R$ 2,48 milhões do clube paulista com a instituição de ensino, mas o bloqueio foi revertido. A Prefeitura cobra cerca de R$ 1 milhão do Instituto Santanense, e viu na briga com o Corinthians a oportunidade de receber. Com isso, entrou com um recurso para tentar proibir as partes de entrarem em um acordo fora da Justiça. O recurso ainda não foi julgado. (Por Pedro Lopes)

Palmeiras terá sindicância para investigar dados vazados

O Conselho Deliberativo do Palmeiras vai abrir uma sindicância para investigar o vazamento de documentos internos, como o de comissões pagas para a contratação de atletas e outros comprovantes de movimentações financeiras. A diretoria quer saber quem forneceu os dados e suspeita que o COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) tenha feito isso por motivações políticas. O COF é, hoje, o único órgão do clube que o ex-presidente Mustafá Contursi ainda tem influência. Ele é oposição a Galiotte e boa parte de sua turma apoiou Genaro Marino, candidato da oposição, no filtro para aprovação das chapas. (Por Danilo Lavieri)

Flu: Jogadores rejeitam auxílio do Sindicato por atrasos salarias

Com cinco meses de direitos de imagem e outros dois referentes à carteira de trabalho em atraso, os jogadores do Fluminense receberam a visita de repreentantes do Sindicato dos Atletas de Futebol do Rio de Janeiro (Saferj). Na manhã de quarta-feira, O vice-presidente Denson Celço Melo, o Deninho, esteve no CT do Flu e conversou com alguns atletas. Ele ofereceu apoio e questionou se os tricolores gostariam que a entidade tomasse alguma medida, o que foi rechaçado pelos atletas. Os jogadores consultados informaram que aguardam uma solução para o problema e creem que a questão será solucionada em breve. O Saferj, por sua vez, monitora o tema e não descarta acionar o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). (Por Leo Burlá)