PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Ex-bandeirinha perde processo que move contra Globo por direito de imagem

Assistente Altemir Hausmann (à direita) na foto oficial da Copa do Mundo de 2010 - Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images
Assistente Altemir Hausmann (à direita) na foto oficial da Copa do Mundo de 2010 Imagem: Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em Belo Horizonte, Porto Alegre, Santos e São Paulo

26/10/2018 07h50

Ex-auxiliar de árbitro e um dos representantes do Brasil na arbitragem durante a Copa do Mundo de 2010, Altemir Hausmann perdeu, em primeira instância, o processo que move contra o Grupo Globo por direitos de imagem de jogos onde atuou. Hausmann argumenta que nunca recebeu nenhum centavo pelos mais de 214 jogos em que foi bandeirinha e que tiveram transmissão do Grupo Globo. Ele pede cerca de R$ 1,5 milhão de indenização.

O processo foi julgado pela 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que negou o valor, argumentando que os auxiliares e árbitros de futebol não tem direito, já que são prestadores de serviços, e isso faz com que automaticamente autorizem o uso de imagens no jogo. Além disso, a relatora do caso, a desembargadora Catarina Rita Martins, comentou que as emissoras de TV não exploram comercialmente a imagem dos árbitros. A decisão ainda cabe recuso em esferas superiores na Justiça. (Por Gabriel Vaquer)

Lucas Lima é alvo de piada em evento no Santos

lançamento da terceira camisa do Santos teve momentos curiosos com direito até a Lucas Lima como alvo de piada. O clube contratou o humorista Dihh Lopes para apresentar o evento. O comediante iniciou a apresentação pedindo um minuto de silêncio pela morte do meia em La Bombonera, fazendo referência à derrota do Palmeiras por 2 a 0 diante do Boca Juniors. O comediante logo "caiu na graça" dos convidados pela rejeição da torcida alvinegra em relação ao jogador que não aceitou proposta de renovação com o Santos e decidiu fechar com o rival.

Em seguida, a apresentação ficou marcada pela “fumaça” que foi utilizada no palco e atrapalhou a visão dos convidados, ansiosos por ver a nova camisa santista. Dihh Lopes não poupou a gafe e disparou piadas. "Essa fumaça é tão ruim que poderia se chamar Leandro Donizete. O legal é ver o Renato segurando a risada da piada", disparou o humorista ao falar do volante que foi um dos "modelos". O comediante ainda disse que a fumaça foi "soltada" pela oposição. (Por Samir Carvalho)

Renato Gaúcho em River Plate x Grêmio - AP Photo/Gustavo Garello - AP Photo/Gustavo Garello
Imagem: AP Photo/Gustavo Garello

Grêmio mandou analista para ver Boca x Palmeiras

O Grêmio deixou um funcionário do CDD (Centro Digital de Dados) em Buenos Aires para assistir ao jogo de ida entre Boca Juniors e Palmeiras. O integrante do setor de análise do clube gaúcho esteve na Bombonera  e viu de perto a vitória dos argentinos por 2 a 0 naquilo que é procedimento padrão para reforçar o banco de dados do clube gaúcho.

A delegação do Grêmio viajou de volta a Porto Alegre na quarta-feira, no início da tarde. O analista do clube gaúcho só partiu rumo ao Brasil no dia seguinte, ainda pela manhã. Para a direção gremista, a medida de enviar um observador à outra semifinal nem de longe indica que a classificação em cima do River está garantida. A presença do funcionário na casa do Boca já havia sido garantida antes da vitória por 1 a 0 no Monumental de Nuñez. (Por Jeremias Wernek)

Ex-diretor do SP e sobrinho de Raí gerem clube/empresa

Uma novidade no Campeonato Paulista de 2019 será a estreia do Botafogo de Ribeirão Preto na versão de Sociedade Anônima. O projeto de transformar a gestão do clube em uma empresa conta com a participação de dois ex-integrantes da cúpula do São Paulo, o sobrinho de Raí e filho de Sócrates, Gustavo Vieira de Oliveira, e Adalberto Baptista.

No projeto, a Trexx Holding, que conta com a participação dos ex-dirigentes do Tricolor da capital, investiu R$ 8 milhões. Na operação, o Botafogo transferiu ativos esportivos, a marca e a vaga no campeonato. Antes, fora feita uma avaliação destes ativos e a empresa aportou o recurso correspondente aos 40%, sendo que o clube ficou com os outros 60%. O futebol é gerenciado por Léo Franco. (Por José Eduardo Martins)

Obras de estádio do Galo só devem começar em 2019

Depois de ter a construção da Arena MRV aprovada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Belo Horizonte, o Atlético-MG iniciou o processo na esfera estadual. Os dirigentes do Galo ainda não conseguiram uma aprovação do Governo de Minas Gerais e esperam esta resposta para o início das obras. Na última reunião ocorrida no Conselho Deliberativo, os conselheiros Daniel Nepomuceno e Rafael Menin (responsáveis pelo projeto) falaram sobre a possibilidade de iniciar as obras oficialmente em dezembro deste ano.

Entretanto, com o atraso da resposta do Governo do Estado, a qual era esperada para o fim deste mês, o clube já se prepara para iniciar os trabalhos somente em 2019. Não há uma data exata, mas a ideia é que a construção da arena se inicie no primeiro semestre, de acordo com o apurado pela coluna UOL De Primeira. (Por Thiago Fernandes)