PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Agente bloqueia receita de Felipe Anderson e Santos vê salários ameaçados

Felipe Anderson no West Ham - Stu Forster/Getty Images
Felipe Anderson no West Ham
Imagem: Stu Forster/Getty Images

Do UOL, em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo

24/10/2018 04h00

O empresário Giuliano Bertolucci teve sucesso na Justiça e conseguiu penhorar até R$ 8,2 milhões do que o Santos tem a receber pela venda de Felipe Anderson da Lazio (ITA) para o West Ham (ING). Para tentar desbloquear o valor, o alvinegro argumenta que precisa da quantia para pagar regularmente seus salários, e diz que o sustento de seus funcionários pode acabar prejudicado pela medida.

Em documentos apresentados em outro processo judicial, o Santos afirma que deve receber entre R$ 12 e R$ 17 milhões pela transação – com isso, a penhora do agente pode corresponder a mais da metade. A dívida com Bertolucci surgiu de um empréstimo feito pelo agente ainda na gestão do ex-presidente Modesto Roma Júnior. (Por Pedro Lopes)

Má fase ameaça paz política no São Paulo

Mesmo quando já começava a tropeçar no Campeonato Brasileiro, o São Paulo se orgulhava de ter seu conselho deliberativo em paz. Uma calmaria que não era vista há tempos, mas que agora é desafiada pela queda brusca de desempenho do time. Enquanto os resultados eram positivos e o Tricolor liderava o Brasileirão, até os conselheiros de oposição mais ferrenhos andavam retraídos. O discurso de todos os lados falava em seguir com as críticas, mas entender que era hora de apoiar o São Paulo. Agora, velhas reclamações já começam a ressurgir.

A presença do ídolo Raí à frente do departamento de futebol ameniza um possível cenário de conflitos no clube. O ex-jogador ajudou a extirpar o clima bélico que cercava o conselho nos últimos anos. Até quem não tolera Carlos Augusto de Barros e Silva na presidência do clube mostra boa vontade e respeita o trabalho de Raí, que implantou práticas mais profissionais na gestão e conduz a reconstrução são-paulina após dois anos de briga contra o rebaixamento. (Por Bruno Grossi)

Barcelona comemora gol contra Girona - Pau Barrena/AFP - Pau Barrena/AFP
Imagem: Pau Barrena/AFP

Fifa debate jogo do Campeonato Espanhol nos EUA

O Conselho da Fifa incluiu na pauta de sua reunião na sexta (26), em Ruanda, a discussão sobre a possibilidade de um jogo do Campeonato Espanhol ser realizado fora da Espanha ainda na temporada 2018-2019. A ideia da Liga que organiza a competição é que Girona x Barcelona se enfrentem em Miami, nos EUA, em 26 de janeiro. Isso gerou críticas de jogadores, dirigentes e a Federação Espanhola, que se mostrou contra, pediu para que a Fifa analise a situação.

O Conselho da Fifa não tem como proibir, mas pode dar uma recomendação de que não é o ideal que ocorra. Isso já seria o suficiente para a Federação Espanhola, que usaria o documento da Fifa para tentar vetar essa partida. O presidente da Fifa, Gianni Infantino, já se mostrou também contrário à ideia. (Por Marcel Rizzo)

Corinthians inclui renda da bilheteria no balanço

O Corinthians passou a incluir as rendas das bilheterias obtidas nos jogos em Itaquera nos balanços financeiros do clube. A primeira menção às cifras ocorreu em maio passado. Segundo o clube paulista, a mudança aconteceu por causa da Receita Federal. "Há impostos incidentes sobre as receitas de jogos e deve constar nos registros essa informação para atendimento a norma legal", explicou em nota.

No balanço divulgado na última terça-feira, o mesmo valor foi incluído nas despesas por meio do campo 'Repasse de Bilheteria - Fundo'. Nos três balanços anteriores, o valor foi colocado nas despesas no campo 'Futebol'. O clube também afirmou que, dessa forma, a apresentação "fica mais clara com a inclusão das receitas de bilheteria que, de fato, pertencem ao clube". Vale lembrar que o Corinthians não conta com a renda dos jogos desde 2014 - ela é destinada ao Fundo responsável pelo pagamento do financiamento. (Por Diego Salgado)

Atlético-PR volta a rejeitar Globo para o Estadual

Pelo terceiro ano consecutivo o Atlético-PR não acertou a transmissão de seus jogos no Campeonato Paranaense com a RPCTV, a repetidora da Globo no Paraná. O clube anunciou à Federação Paranaense de Futebol que não irá aceitar os R$ 600 mil oferecidos para que os jogos fossem exibidos em TV aberta. Coritiba, Paraná e Londrina já aceitaram os valores – o clube do interior receberá R$ 500 mil. Já o Operário deve acertar por R$ 375 mil. Os cinco clubes estarão nas duas principais divisões do Brasileiro em 2019.

O Atlético também bateu o pé quanto ao Artigo 32 do Regulamento do Campeonato 2019, que prevê que os clubes respeitem a exclusividade do evento, sob pena de multa na Justiça Desportiva. Os diretores do Furacão entendem que a discussão sobre os direitos de arena na Lei Pelé deva ter discussões apenas na esfera cível, e não na desportiva. Em 2018, o clube transmitiu parte do Atletiba decisivo no jogo da Arena da Baixada e responde por um processo movido pelo Coritiba, que pleiteia cerca de R$ 750 mil pela exibição de sua imagem à revelia. (Por Napoleão de Almeida)

Presidenciáveis do Flamengo se enfrentam em debate

Os quatro candidatos à presidência do Flamengo no triênio 2019 a 2021 se enfrentarão em um debate na próxima sexta-feira (26). O evento será realizado em um hotel da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, e terá transmissão pelo YouTube. O site Coluna do Flamengo e o Blog Ser Flamengo organizaram o encontro. A jornalista Bibiana  Bolson será a mediadora do debate.

Os responsáveis pela reunião entre os presidenciáveis também convidaram jornalistas e repórteres responsáveis pela cobertura diária do clube. Os quatro candidatos confirmaram presença: Ricardo Lomba, nome da situação e apoiado por Eduardo Bandeira de Mello (Chapa Avança Mais, Flamengo), Rodolfo Landim, o principal opositor e visto como favorito ao pleito (Chapa Unidos pelo Flamengo), Marcelo Vargas (Chapa Fla Tradição e Juventude) e José Carlos Peruano (Chapa Coração Valente). (Por Vinicius Castro)