PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Treinos fechados viram frequentes com Felipão; ideia partiu da diretoria

Felipão, técnico do Palmeiras, durante partida contra o Internacional - Jeferson Guareze/AGIF
Felipão, técnico do Palmeiras, durante partida contra o Internacional
Imagem: Jeferson Guareze/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes

Do UOL, em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo

28/08/2018 04h00

Desde a chegada de Luiz Felipe Scolari, o Palmeiras tem fechado um número maior de treinos. Mas a mudança tem muito mais a ver com um entendimento da diretoria do que com uma postura do treinador. O clube entende que o momento da temporada é crucial, com muitos jogos que serão decisivos, e por isso optou por uma privacidade maior. Não existe ainda uma definição, mas a tendência, portanto, é que a prática se mantenha até o final do ano.

Nesta semana, por exemplo, a atividade da segunda-feira (27) foi fechada, mesmo se tratando de um treino pós-jogo em que, provavelmente, só os atletas que não enfrentaram o Internacional no domingo (26) estariam em campo. Nesta terça (28), os jornalistas também só serão liberados a acompanhar o aquecimento. Assim como o antecessor Roger Machado, Felipão tem fechado os treinos da véspera das partidas e escondido a escalação titular até uma hora antes de cada jogo. O Palmeiras enfrenta o Cerro Porteño na quinta (30), no Allianz Parque, pela volta das oitavas de final da Libertadores. (Por Leandro Miranda)

Corinthians congela empréstimos por receio de perder jogadores

Com 32 jogadores no elenco, o Corinthians definiu que só discutirá novos empréstimos no limite do fechamento da janela de transferências, que para a maior parte das ligas europeias se encerra nesta semana – Inglaterra e Itália já fecharam. Recentemente, a lista de corintianos cedidos cresceu com a saída de Marquinhos Gabriel para o Al Nasr, dos Emirados Árabes.

O clube, porém, quer se resguardar caso tenha alguma surpresa nesses últimos dias depois de negociar Balbuena, Sidcley, Maycon e Rodriguinho nas semanas recentes. Até o momento, apesar do receio, destaques como Cássio, Fagner e Romero não têm propostas na mesa. O meia Rodrigo Figueiredo, emprestado ao Londrina no primeiro semestre, é um dos candidatos a sair. (Por Dassler Marques)

Atlético-MG prepara oferta para renovar com Larghi

O Atlético-MG prepara uma possível renovação contratual de Thiago Larghi. Com o trabalho avalizado pelo presidente Sérgio Sette Câmara e também pelo diretor de futebol Alexandre Gallo, o treinador receberá uma proposta para estender o vínculo até dezembro de 2019. A diretoria crê que o time tem jogado bem e avalia os recentes resultados negativos como falta de sorte. Ciente disso tudo, os responsáveis pelo futebol na Cidade do Galo preparam uma oferta de prorrogação do compromisso de Larghi.

A ideia é mantê-lo por mais um ano no mínimo, conforme apurado pela coluna UOL De Primeira com pessoas ligadas ao mandatário. A primeira reunião para tratar sobre a possível manutenção de Larghi deve acontecer nos próximos dias. Ainda não há uma data exata para o encontro com o comandante. Mas a expectativa é que ele dê uma resposta positiva para a oferta feita pela diretoria alvinegra. (Por Thiago Fernandes)

Ausência de trio chama atenção em festa do Vasco por 1998

O Vasco aproveitou o jogo contra a Chapecoense no último domingo para realizar uma enorme festa pelos 20 anos da conquista do título da Libertadores de 1998. Boa parte de elenco e comissão técnica festejou o 26 de agosto nos braços da torcida. Alguns dos principais jogadores, no entanto, viraram as costas para a homenagem. Juninho Pernambucano, Felipe e Pedrinho não fizeram questão de participar do evento em São Januário. O primeiro alegou “falta de tempo” e não se mostrou receptivo ao ser procurado pelo clube, enquanto os outros dois admitiram não comparecer por divergências políticas com o atual presidente, Alexandre Campello.

Felipe e Pedrinho eram parte da chapa “Sempre Vasco Livre”, assim como o Campello. Mas a ruptura do mandatário no dia da eleição no Conselho Deliberativo, em janeiro, acirrou os ânimos. Juninho, além de não dialogar com o Vasco para o evento, não quis participar do material especial de mais de 13 minutos preparado pela TV Globo para reviver a conquista de 1998. Ele foi procurado e repetiu o argumento de “falta de tempo”. Outros ausentes foram Luizão, em campanha para deputado federal no interior de São Paulo, Carlos Germano e Mauro Galvão. Os três, o entanto, tinham compromissos, mas gravaram vídeos emocionados que foram reproduzidos no telão do estádio. (Por Pedro Ivo Almeida)

Com escolinha no Brasil, time leva promessas para Bolívia

Seis jovens jogadores que estavam no Brasil foram escolhidos para um período de treinos e jogos no Jorge Wilstermann, da Bolívia. Os garotos (quatro brasileiros e dois bolivianos que vivem no Brasil) são alunos da escolinha do clube inaugurada no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, no fim do ano passado, e serão avaliados para possível integração à equipe profissional em 2019. Maldonado (atacante de 18 anos), Rodrigo Vidal (volante de 19 anos), José Milton (volante de 18 anos), Alexandre (meia-atacante de 18 anos), Victor Damasceno (meia-atacante de 17 anos) e Vicente (atacante de 15 anos) estão na Bolívia desde o começo de agosto, sendo que cinco treinam na categoria Aspirantes e o último atua somente na base.

Além de projeto esportivo para captar talentos ao clube, o Wilstermann Brasil também tem viés social ao acolher a comunidade boliviana na capital paulista. Entre os garotos, José Milton já passou pelas categorias de base do Corinthians, Alexandre atuou por Figueirense e Internacional e Victor já fez parte do grupo do Santos. Os três têm sido observados pelo técnico Álvaro Peña, do time profissional, e têm chances de promoção após a disputa do Torneo de Reservas, de setembro a dezembro. (Por Gabriel Carneiro)

Uefa dará prêmio às mulheres, mas "esquece" data Fifa

Na próxima quinta-feira, durante o sorteio dos grupos da Liga dos Campeões da Europa, a Uefa também entregará prêmios para os destaques da última temporada no continente. As mulheres também serão contempladas na premiação, mas não poderão participar do evento por incompatibilidade de agenda. No dia em que o ato será realizado em Monaco, a dinamarquesa Pernille Harder, a norueguesa Ada Hegerberg e a francesa Amandine Henry estarão ocupadas por compromissos com suas respectivas seleções nas Eliminatórias da própria Uefa para a Copa do Mundo Feminina, agendada para 2019, na França. A entidade já avisou que o trio não participará da cerimônia. (Por Bruno Grossi)