PUBLICIDADE
Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


UOL de Primeira

Treinos fechados viram frequentes com Felipão; ideia partiu da diretoria

Felipão, técnico do Palmeiras, durante partida contra o Internacional - Jeferson Guareze/AGIF
Felipão, técnico do Palmeiras, durante partida contra o Internacional
Imagem: Jeferson Guareze/AGIF
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo

28/08/2018 04h00

Desde a chegada de Luiz Felipe Scolari, o Palmeiras tem fechado um número maior de treinos. Mas a mudança tem muito mais a ver com um entendimento da diretoria do que com uma postura do treinador. O clube entende que o momento da temporada é crucial, com muitos jogos que serão decisivos, e por isso optou por uma privacidade maior. Não existe ainda uma definição, mas a tendência, portanto, é que a prática se mantenha até o final do ano.

Nesta semana, por exemplo, a atividade da segunda-feira (27) foi fechada, mesmo se tratando de um treino pós-jogo em que, provavelmente, só os atletas que não enfrentaram o Internacional no domingo (26) estariam em campo. Nesta terça (28), os jornalistas também só serão liberados a acompanhar o aquecimento. Assim como o antecessor Roger Machado, Felipão tem fechado os treinos da véspera das partidas e escondido a escalação titular até uma hora antes de cada jogo. O Palmeiras enfrenta o Cerro Porteño na quinta (30), no Allianz Parque, pela volta das oitavas de final da Libertadores. (Por Leandro Miranda)

Corinthians congela empréstimos por receio de perder jogadores

Com 32 jogadores no elenco, o Corinthians definiu que só discutirá novos empréstimos no limite do fechamento da janela de transferências, que para a maior parte das ligas europeias se encerra nesta semana – Inglaterra e Itália já fecharam. Recentemente, a lista de corintianos cedidos cresceu com a saída de Marquinhos Gabriel para o Al Nasr, dos Emirados Árabes.

UOL de Primeira