PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Alvo de polêmica, Sánchez teve de olhar o Google para relembrar expulsão

Carlos Sánchez no chão - Juan Mabromata/AFP
Carlos Sánchez no chão
Imagem: Juan Mabromata/AFP

Do UOL, em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Santos e São Paulo

23/08/2018 04h00

O volante Carlos Sánchez defendeu o Santos na Libertadores sem saber que havia sido suspenso em competições sul-americanas, quando jogava pelo River Plate em 2015. A De Primeira apurou que o uruguaio precisou consultar o Google dentro do ônibus da delegação santista após o empate contra o Independiente para relembrar o cartão vermelho tomado no duelo contra o Huracan, há pouco menos de três anos. Foi neste momento que ele se deu conta de que poderia estar suspenso.

Aliás, nenhum dirigente ou integrante da comissão técnica sabia da suspensão. Tudo começou quando Cuca foi questionado por repórteres argentinos. Ao saber, ele se dirigiu a Sánchez e perguntou, mas o uruguaio disse que não estava. Em seguida, o jogador entrou no ônibus, fez a consulta, pesquisou sobre o ocorrido e comunicou ao treinador. (Por Samir Carvalho)

Andreas só recebeu contato da CBF na véspera de convocação

Entre os nomes chamados por Tite na última sexta-feira (17), o meia Andreas Pereira entrou de última hora na relação do Brasil para amistosos contra El Salvador e Estados Unidos em setembro. O jogador do Manchester United, que nasceu na Bélgica e tem pais brasileiros, recebeu contato da CBF apenas na quinta, véspera da convocação, depois da grande maioria dos listados.

Durante a última semana, Andreas chegou a publicar uma foto ao lado do meia Fred, colega de United, com a menção “família Brasil”, um sinal de sua preferência pela camisa amarelinha depois de ter defendido também a Bélgica até os 17 anos. A relação de Tite para o pós-Copa do Mundo teve 24 jogadores. (Por Dassler Marques)

Time de Carille deve ficar sem último estrangeiro 

A janela de transferências da Arábia Saudita se encerra nesta quinta-feira (23) e o Al-Wehda, de Fábio Carille, deve preencher apenas sete das oito vagas disponíveis para jogadores estrangeiros. Financeiramente inferior aos maiores clubes do país, o Wehda se contentou com o zagueiro Renato Chaves, o volante Anselmo, o meia Otero e os atacantes Fernandão e Marcos Guilherme, além do goleiro egípcio Awad e do meio-campista turco Emre Colak.

Quem esteve próximo de se mudar para a Arábia no início da semana foi Souza, volante do Fenerbahce com passagens pelo Vasco e pelo São Paulo. O Al Nassr, clube interessado, não alcançou acordo com os turcos e o negócio ficou mais distante. Giuliano e Petros são os principais estrangeiros da equipe. (Por Dassler Marques)

Eleição de conselheiros vitalícios mobiliza SP

Nos próximos dias, o presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo, Marcelo Pupo, vai divulgar a data para a eleição dos conselheiros vitalício do clube. No total, foram apresentados 45 nomes para o Conselho Consultivo tricolor, que formou uma lista com dois terços (30 candidatos) para o pleito.

Destes postulantes, serão escolhidos 10 conselheiros para serem vitalícios. Para concorrer, os candidatos têm de cumprir uma série de pré-requisitos (como ser sócio do clube há pelo menos 20 anos), e os eleitores poderão votar em três candidatos. No total, o São Paulo tem 160 conselheiros vitalícios e 80 eleitos. De acordo com a apuração da De Primeira, mesmo com o bom momento político e esportivo tricolor, o pleito tem movimentando bastante os bastidores do Morumbi. (Por José Eduardo Martins)

Alvo do Cruzeiro, Pedro Rocha contrata preparador próprio

O meia-atacante Pedro Rocha terá preparação extra na Rússia. Na próxima semana, chega a Moscou um preparador físico para trabalhar com o ex-jogador do Grêmio. A ideia é reforçar atributos com um trabalho individual ao lado do profissional Guilherme Oscar, no turno inverso dos treinos pelo Spartak Moscou. Algo semelhante ao que fez o atacante Neymar, que tem dois profissionais para fazer trabalhos específicos no Paris Saint-Germain.

Contratado há um ano, Pedro Rocha ainda não estreou na atual temporada. Alvo do Cruzeiro na recente janela de transferências, ele foi preterido nas cinco partidas que o Spartak fez até aqui - seja pela liga nacional ou Liga dos Campeões. A volta ao Brasil, no entanto, não foi admitida pelos dirigentes russos. O clube rechaçou empréstimo quando consultado. (Por Jeremias Wernek e Marinho Saldanha)

Globo tem novo diretor de redação no Esporte

Na integração entre plataformas realizada desde o início do ano e ainda em curso, o Grupo Globo tem um novo diretor de redação de Esporte. Trata-se de Gustavo Maria, neto do cronista e compositor Antonio Maria e filho do repórter esportivo Antonio Maria Filho. Com 14 anos de casa, ele ocupava a chefia de redação do esporte da TV, assumindo agora o comando da TV fechada e da web. Na nova configuração de chefia do grupo, Gustavo está abaixo apenas do diretor geral do Esporte, Roberto Marinho Neto, e do diretor geral de conteúdo, Renato Ribeiro. (Por Pedro Ivo Almeida)