PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Pivô de confusão, assessor de Ronaldo comanda carreira de Gabriel Jesus

Ronaldo e o amigo Cacá Ferrari - Reprodução/Instagram
Ronaldo e o amigo Cacá Ferrari Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

27/06/2018 04h00

Pivô de duas confusões nos primeiros jogos do Brasil na Copa do Mundo, o assessor pessoal de Ronaldo, Carlos Eduardo Ferrari, tem ligação com outro personagem do Mundial disputado na Rússia. Cacá, como é mais conhecido, é o responsável por acompanhar de perto os passos de Gabriel Jesus, que tem a carreira administrada pela empresa do Fenômeno.

O atacante do Manchester City e da seleção brasileira já informou ao clube que é Ferrari o responsável por responder pelos seus contratos. No início do ano, o assessor acompanhou Jesus em viagem a Barcelona para consulta médica após problema no joelho. Ferrari passa boa parte do tempo prestando assistência ao jovem. Na estreia brasileira na Copa, a confusão em que o assessor se meteu envolvia justamente amigos de Gabriel Jesus. Eles discutiam com suíços nas arquibancadas. (Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)

Com fisio 4 vezes ao dia, D. Costa cria otimismo para mata-mata

A comissão técnica brasileira evita fazer projeções, mas adota tom otimista nos últimos dias em relação a Douglas Costa. Pessoas próximas ao jogador consideram até a hipótese de ele atuar nas oitavas de final, em caso de classificação. A seleção, por enquanto, não assume tal projeção, embora tenha a expectativa de que o retorno não demore a acontecer.

O atacante se lesionou na partida contra a Costa Rica, na última sexta-feira, e desde então passou a trabalhar de maneira incansável para voltar ainda no Mundial. Com lesão muscular na coxa direita, Douglas Costa realiza sessões de fisioterapia quatro vezes ao dia, sendo a última no fim da noite. Ele permaneceu em Sochi, ao lado de Danilo – o lateral ficará disponível para possível jogo de oitavas. (Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)

Comissão reduz carga de treinos após série de lesões

Com duas lesões musculares em dois dias, na véspera e no jogo contra a Costa Rica, o Brasil teve uma preparação mais leve para encarar a Sérvia. Conforme mostrou o UOL Esporte, o tema foi debatido pela comissão técnica, que concluiu que deveria puxar o freio nas últimas sessões. Enquanto Danilo e Douglas Costa ficaram entregues à fisioterapia, o Brasil teve dois dias de trabalhos de recuperação para os demais atletas, protocolo pouco comum nos últimos períodos entre jogos. Em entrevista após o treino de segunda-feira, o auxiliar Matheus Bachi abordou o tema de passagem. “A gente ainda está procurando guardar bastante energia dos atletas. Fizemos um trabalho de enfrentamento leve, sem muito desgaste físico”. (Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)

Seleção: Muricy estreia com Brasil, mas pede para não viajar 

Escalado inicialmente para os jogos do Brasil na Copa do Mundo, o comentarista e ex-treinador Muricy Ramalho só fará sua estreia em transmissões nesta sexta-feira. Ele participa pelo Sportv de Brasil x Sérvia, mas só porque o jogo é em Moscou. Em razão de uma infecção intestinal, Muricy solicitou ao canal que permanecesse sempre na capital russa, com mais cuidados com a alimentação. O comentarista participará do jogo do Brasil direto do estúdio do Sportv em Moscou. (Por Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)