PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Dois anos após sair, Tite ainda tem quase R$ 1 mi a receber do Corinthians

Tite observa o duelo entre Brasil e Alemanha, na última data Fifa; treinador ainda tem o que receber do Corinthians - Fabrizio Bensch/Reuters
Tite observa o duelo entre Brasil e Alemanha, na última data Fifa; treinador ainda tem o que receber do Corinthians
Imagem: Fabrizio Bensch/Reuters

Do UOL, em São Paulo

25/04/2018 04h00

De acordo com o balanço oficial do exercício 2017, divulgado na última semana, o Corinthians ainda deve valores para o treinador Tite quase dois anos depois dele ter deixado o clube para trabalhar na seleção brasileira. A empresa "Tite Marketing Ltda" consta entre os credores corintianos para a atual temporada no item "exploração de imagem a pagar", o que costuma compor a remuneração de jogadores e técnicos.

Segundo o balanço, o Corinthians pagou R$ 215 mil a Tite no último ano em direitos de imagem a receber, mas mantém uma dívida bem superior para ser paga em 2018: R$ 976 mil é o valor especificado no balanço. O treinador e o clube, por meio de suas assessorias de imprensa, preferiram não comentar a dívida. (Por Dassler Marques)

Palmeiras: Conselho e torcida não querem nova final

O Palmeiras ainda não tomou uma decisão sobre o que fazer no caso de uma eventual vitória jurídica que impugne a final do Paulista contra o Corinthians por interferência externa. O presidente do clube, no entanto, já ouve diversas sugestões para que o time se recuse a entrar em campo. A ideia de torcedores e conselheiros que deram essa ideia é que o Palmeiras apenas mostre a todos que houve irregularidade e minimizar a importância da taça.

Os que defendem essa atitude, inclusive, reforçam os pedidos para que o time dispute o Estadual de 2019 com reservas. Em entrevista dada ao UOL Esporte na última terça, Alexandre Zanotta, diretor jurídico do time, afirmou que o tema só será discutido após a decisão do Tribunal. Internamente, o entendimento é que oficializar a postura contrária à disputa a uma nova final poderia prejudicar o clube no andamento do processo. (Por Danilo Lavieri)

São Paulo: Jogo duro de agente trava renovação e afasta Militão

Pessoas envolvidas nas conversas para a renovação entre São Paulo e Eder Militão afirmam que o comportamento irredútivel de seu empresário, Ulisses Jorge, tornou remotas as chances de um acordo. Uma reunião no fim da semana passada não trouxe nenhum avanço, e mesmo diante de uma ajuda do empresário Giuliano Bertolucci, anunciada pelo diretor de futebol Raí, o estafe do volante se mostra decidido a esperar até o fim de seu contrato, em janeiro de 2019. Caso não consiga renovar o vínculo, o São Paulo cogita negociar o jogador para não terminar sem nada. A partir de agosto, Militão já pode assinar um pré-contrato com outro clube. (Por José Eduardo Martins e Pedro Lopes)

Vasco: Elenco tem jogo decisivo sem salário e sem previsão

O Vasco tem mais problemas para a semana decisiva de Libertadores. Não bastasse a situação delicada em campo, o time que amarga a lanterna do grupo E entrará em campo na próxima quinta-feira (26), para encarar o Racing, de "bolso vazio". A diretoria, novamente, não conseguiu cumprir a promessa de quitar os salários até o dia 20 - última sexta-feira. Com uma cota de aproximadamente R$ 3 milhões da Caixa bloqueada por falta das Certidões Negativas de Débito (CND), o presidente Alexandre Campello nem sequer deu um prazo para resolver o novo atraso. Além dos vencimentos de março, o Vasco ainda deve a folha salarial de dezembro, o 13º salário de 2017, férias e meses de direitos de imagens ao grupo. (Por Bruno Braz e Pedro Ivo Almeida)

Vasco: Agente de Andrés Ríos recusa conversa por renovação

Uma das únicas opções ofensivas do Vasco nos últimos meses, Andrés Ríos tem problemas para seguir no clube. Apesar da própria vontade e de certo prestígio com a comissão técnica, o atacante se vê em meio a um impasse de seu empresário, Martín Guastadisegno, com a diretoria cruzmaltina. O agente do jogador descarta qualquer conversa para renovação do contrato, que se encerra em junho deste ano, enquanto o time de São Januário não encontrar uma solução para os dez meses de atraso no pagamento dos direitos de imagem do atleta. (Por Pedro Ivo Almeida)

Grêmio: Bolaños desperta interesse de "outros mexicanos"

Miller Bolaños não vai voltar a jogar pelo Grêmio e pode, muito provavelmente, seguir no México. Emprestado ao Tijuana até julho, o equatoriano tem sido sondado por outros clubes que jogam a Liga MX. O Xolos, time onde o meia-atacante está, tem opção de compra e também manifestou interesse em ter o jogador em definitivo. A cláusula de compra automática por número de jogos, que renderia 5 milhões de dólares (R$ 17,2 milhões) ao Tricolor, está bem distante e assim a transferência é projetada com cifra menor. A diretoria gaúcha espera avanços concretos no tema durante o recesso para Copa do Mundo. A transferência já é tratada como um jeito de diminuir o prejuízo com o jogador, contratado no início de 2016 por R$ 20 milhões. (Por Jeremias Wernek)

Atlético-PR: Escolinha no Quênia empolga comunidade

Um vídeo gravado em um vilarejo próximo à cidade de Meru, no Quênia, África, impressionou os atleticanos na internet. Apesar do idioma local ser o inglês - ou o dialeto Kiswahili - a comunidade se esforçou para cantar o apelido do Atlético-PR na entrada do time da escolinha de futebol do clube na região, mantida em conjunto com a ONG brasileira Endeleza. O projeto começou em julho de 2017 e abriga cerca de 50 crianças no vilarejo de Mugae Hill. (Por Napoleão de Almeida)