PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Maraca fecha agenda de 2018 com Foo Fighters, Pearl Jam e mais; veja datas

Show do Coldplay no Maracanã; estádio receberá agenda cheia no próximo ano - MARCO ANTONIO TEIXEIRA/ UOL
Show do Coldplay no Maracanã; estádio receberá agenda cheia no próximo ano
Imagem: MARCO ANTONIO TEIXEIRA/ UOL

Do UOL, em São Paulo

22/11/2017 04h00

Ainda não se sabe quem ficará com a administração do Maracanã em 2018, mas o estádio já tem um calendário de shows completo para o próximo ano. Além de Foo Fighters (25 de fevereiro) e Pearl Jam (21 de março), que já haviam sido divulgados, as datas de Phil Collins (23 de fevereiro) e Roger Waters (24 de outubro) também estão confirmadas. A ideia é minimizar as perdas financeiras causadas pelos imbróglios dos últimos anos.

Pelo contrato com as produtoras, a Maracanã S.A embolsou R$ 500 mil por cada evento, o que totaliza R$ 2 milhões. Se uma nova licitação não for realizada até lá, os administradores levam mais R$ 500 mil por cada show. Caso o estádio já tenha um novo dono no momento dos eventos, estes 50% restantes vão para os cofres da Casa Civil do Rio de Janeiro. (Por Leo Burlá)

Seleção: Comissão torce por grupos F, G ou H na Copa

Tite e seus auxiliares viajam para a Rússia na próxima semana para acompanhar o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2018. Ainda que o comando técnico não tenha adversários de preferência em um primeiro momento, uma coisa é certa: a seleção torce para ser cabeça de chave de grupos como F, G ou H. 
 

Tudo para ganhar mais tempo de preparação, uma vez que boa parte de seu elenco estará envolvido na reta final do calendário europeu até dias antes da competição. O Mundial começa no dia 14 de junho. As seleções dos grupos F, G e H devem estrear apenas entre os dias 17 e 19 do mês. (Por Pedro Ivo Almeida)

São Paulo: Ceni quer mais um para o Fortaleza

Além de Marcinho, já procurado para defender o Fortaleza em 2018, Rogério Ceni sugeriu à diretoria do clube cearense a contratação de mais um jogador vinculado ao São Paulo. O lateral-esquerdo Matheus Reis, emprestado pelo Tricolor Paulista até o fim do ano ao Bahia, estava presente na primeira lista entregue pelo técnico aos dirigentes, ao lado de Marcinho e mais quatro nomes. O estafe de Matheus ainda não foi procurado pelo Fortaleza, mas considera um orgulho o lateral ter sido indicado por Ceni. Por enquanto, sabe-se apenas que o defensor não deve ficar no Bahia, onde não joga desde outubro, e nem está nos planos do São Paulo. O desejo é encontrar alguma oportunidade na Europa ou manter o jogador de 22 anos em clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, mas o pedido do ex-goleiro pode pesar. (Por Bruno Grossi e Dassler Marques)

Santos: Agente penhora contas do clube e não encontra nada

Ludovico Spinosi, agente do meia Walter Montillo, moveu uma ação de cobrança contra o Santos e conseguiu que a Justiça determinasse a penhora de R$ 30 mil, mas não recebeu o dinheiro. Foram vasculhadas nove contas de diversos bancos do clube alvinegro, e o saldo em todas, segundo documento obtido pela De Primeira, era de R$ 0,00. (Por Pedro Lopes)

Palmeiras: Victor Luis tem sondagens da Turquia

Embora conte com o retorno de Victor Luis para a temporada 2018, mesmo com a contratação de Diogo Barbosa, o Palmeiras tem sondagens para vender o lateral esquerdo para o futebol europeu. Segundo apurou a coluna com pessoas ligadas ao clube e ao jogador, o Antalyaspor, da Turquia, equipe dirigida pelo tetracampeão Leonardo, procurou saber sobre a situação do jogador nos últimos dias. O interesse existe, mas os turcos ainda não realizaram uma proposta concreta pelo atleta que defendeu o Botafogo neste ano. (Por José Edgar de Matos)

Corinthians: Mau contra o Fla, Fellipe Bastos deve sair

Considerado o reforço de pior desempenho entre aqueles contratados pelo Corinthians, Fellipe Bastos tem chances pequenas de seguir no Parque São Jorge em 2018. A má atuação contra o Flamengo, depois de quase nove meses sem ser titular, reforçou essa possibilidade. O volante saiu no intervalo em dia de desempenho ruim de quase toda a equipe, que perdeu por 3 a 0. Muito querido pelo grupo, ele ainda não convenceu a comissão técnica e direção dentro de campo. O empecilho que envolve Fellipe Bastos, porém, diz respeito ao contrato. Ele tem mais duas temporadas de vínculo e um dos principais salários do elenco na atualidade, o que dificulta para uma provável saída. (Por Dassler Marques)