PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Advogado do SP tinha Ceni como cliente quando redigiu contrato do técnico

Rogério em ação; advogado do clube trabalhava para Ceni quando ajudou a redigir seu contrato de treinador - Marcello Zambrana/AGIF
Rogério em ação; advogado do clube trabalhava para Ceni quando ajudou a redigir seu contrato de treinador
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

28/06/2017 04h00

Advogado do departamento de futebol do São Paulo, Alexandre Pássaro também trabalhava para Rogério Ceni em causas pessoais enquanto atuava pelo clube na contratação do treinador. Ele tirou dúvidas técnicas da diretoria e redigiu a minuta do contrato do ídolo, além de ter se sentado às mesas de negociações. A dois dias do anúncio de Ceni, o profissional auxiliava paralelamente o ex-goleiro em cobranças contra terceiros, em ação que poderia caracterizar conflito de interesses pela ética da advocacia.

UOL de Primeira obteve documentos e e-mails que comprovam a atuação do advogado em favor de Ceni na semana do anúncio (veja aqui). Segundo o São Paulo, ele não participou das decisões dos termos contratuais, como salário e multa rescisória, tratados diretamente entre o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, sua cúpula e Ceni. O advogado não assina e nem rubrica o acordo entre Rogério e São Paulo. O clube diz que o contrato do clube com Ceni foi acompanhado e avalizado por todo o departamento jurídico. O acordo é assinado pelo diretor jurídico Roberto Armelin, presidência, diretoria de futebol, diretoria financeira e o ex-goleiro e treinador. (Por Pedro Lopes)

Queima de arquivo

O relatório de investigação da Fifa apontou que todos os computadores da candidatura da Rússia para Copa-2018 foram destruídos, impedindo a obtenção de e-mails e documentos para apurar se houve irregularidades. 

Os computadores pertenciam à Fundação Konoplyov de futebol, uma academia de formação de jogadores que os destruiu. Segundo testemunhas do comitê russo, essa fundação tem ligação com Roman Abramovich, dono do Chelsea. Ele ajudou a candidatura com esses equipamentos e em apresentações. (Por Rodrigo Mattos)

Carteirinhas falsas de acompanhantes de deficientes que foram apreendidas pela Polícia no Rio de Janeiro durante jogo do Flamengo na Ilha do Urubu - Pedro Ivo Almeida/UOL - Pedro Ivo Almeida/UOL
Carteirinhas falsas de acompanhantes de deficientes que foram apreendidas pela Polícia
Imagem: Pedro Ivo Almeida/UOL

Novo golpe nos estádios cariocas

Foi-se o tempo que a meia entrada para pessoas sem direito era o grande problema na porta dos jogos carioca. A novidade no Rio de Janeiro são os torcedores que tentam entrar sem pagar nos estádios com carteiras (falsas) de acompanhante de deficientes físicos. Na última quinta-feira (22), 34 rubro-negros foram detidos pela Polícia Militar tentando aplicar o golpe. Cerca de 30 foram identificados como membros da organizada “Torcida Jovem do Flamengo” – punida pelo Ministério Público e proibida de entrar nas partidas. (Por Pedro Ivo Almeida)

PH Ganso segue no Sevilla

Por ora, Paulo Henrique Ganso não pensa em deixar o Sevilla. Especulado em diversos clubes nas últimas semanas, o meia pretende se reapresentar normalmente ao clube após as férias. Sem Sampaoli, a expectativa de jogador e estafe é que a sequência de jogos aumente na próxima temporada, a última antes da Copa de 2018, na Rússia – sonho ainda mantido vivo por Ganso. (Por Pedro Ivo Almeida)

Face faz teste com clubes brasileiros

O Facebook colocou clubes nacionais no primeiro pelotão de potenciais usuários de uma nova ferramenta para monetização de vídeos ao vivo, que deve ser disponibilizada a partir do início de 2018. Chamados de "adbreaks", os anúncios são veiculados durante “lives”, grande aposta da rede social na disputa com o Youtube. A oferta comercial será feita pelos próprios executivos do Facebook, e os clubes terão de dizer apenas em que momento gostariam que os anúncios fossem veiculados e quais marcas não podem aparecer – o que servirá para evitar conflitos com patrocinadores. (Por Guilherme Costa)

Palmeiras: Ousadia e aniversário

O volante Felipe Melo organizou uma grande festa em sua casa, em Alphaville, para comemorar o aniversário de 34 anos, completados no dia 26 de junho. Afastado dos gramados em virtude de duas lesões (fratura na mão esquerda e no músculo posterior da coxa direita) por até cinco semanas, o jogador aproveitou a data para reunir jogadores do Palmeiras em um evento com samba e pagode. Atletas como Fernando Prass, Raphael Veiga, Zé Roberto, Arouca, Michel Bastos e Moisés estiveram presentes. (Por José Edgar de Matos)

Imagem sem autorização

Marcelo Lomba é mais um jogador a obter indenização da EA Sports, que produz a série de games Fifa, por uso de imagem sem autorização. Na Justiça de São Paulo, o goleiro conseguiu, na última semana, uma indenização no valor de R$ 70 mil pelo uso de sua imagem nas edições de 2008 a 2014 do game. O jogador também move uma ação contra a Konami, que produz o concorrente Pro Evolution Soccer, pelo mesmo motivo. (Por Pedro Lopes)

Ricci com força

Um dos responsáveis pela fiscalização eletrônica da arbitragem na Copa das Confederações, o brasileiro Sandro Meira Ricci foi um dos mais elogiados pela comissão de arbitragem da Fifa no torneio. Representante do país na Copa de 2014 e favorito a ir à Rússia em 2018, ele sai do “evento-teste” em alta. (Por Vinicius Mesquita)

O preço do antidoping

A CBF vai gastar R$ 614 por amostra colhida de controle antidoping ao passar a usar o LBCD (Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem) para analisar seus testes. O contrato já está firmado. A confederação utilizava o laboratório de Los Angeles (EUA), mas ele foi suspenso pela Wada (Agência Mundial Antidoping) por três meses em 20 de junho por problemas de procedimento de seus testes. Para os americanos, o pagamento era de US$ 170 por amostra (R$ 567), já contando o valor pago para o envio dos testes do Brasil aos EUA. A CBF realiza cerca de 6.500 testes antidoping por ano. (Por Marcel Rizzo)

Corinthians: Líder na escola

O auxiliar Leandro Silva, o Cuca, fará em julho o curso de treinador Licença B, terceira categoria da CBF. Já Fábio Carille iniciou o Licença Pro, a graduação mais alta, e irá terminá-lo em dezembro. Ele também pretende fazer curso da Uefa no fim de 2018. Fabinho e Osmar Loss, auxiliares, já possuem o Licença A, a segunda graduação mais alta. (Por Dassler Marques)