PUBLICIDADE
Topo

Portugal

Fifa nega que árbitro tenha pedido camisa a CR7 em partida da Copa

Fifa defendeu árbitro Mark Geiger e reprovou acusação feita por um jogador de Marrocos - Reuters
Fifa defendeu árbitro Mark Geiger e reprovou acusação feita por um jogador de Marrocos
Imagem: Reuters

Do UOL, em São Paulo

21/06/2018 08h49

Classificação e Jogos

A Fifa negou nesta quinta-feira que o árbitro Mark Geiger tenha pedido o uniforme de Cristiano Ronaldo no intervalo da partida Portugal 1 x 0 Marrocos, na quarta-feira, pela segunda rodada da Copa do Mundo.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

O assunto foi levantado logo após a partida, quando o meia Noureddine Amrabat, do Marrocos, fez a acusação.

"Ele [árbitro] ficou muito impressionado com Cristiano Ronaldo. Eu ouvi de Pepe que ele perguntou no primeiro tempo se poderia ficar com sua camisa. Do que estamos falando? Isso é Copa do Mundo, não é um circo", disse na quarta o meia do Marrocos à TV holandesa NOS.

Em nota oficial, a Fifa disse ter apurado a acusação feita por Amrabat, mas que não houve qualquer comprovação de que o árbitro pediu o uniforme ao astro português. A entidade reprovou a conduta do marroquino.

A Fifa acrescentou no comunicado que trata a acusação como algo frustrante e informa que o árbitro negou categoricamente a acusação do atleta do Marrocos. “Sr. Geiger é um exemplar profissional”, diz a nota.

Por fim, a entidade enfatiza que os árbitros e assistentes foram orientados a evitar qualquer relacionamento próximo com jogadores e seleções do Mundial.

Portugal