PUBLICIDADE
Topo

Copa 2018

Lateral que recusou defender Brasil veste camisa da seleção em ação

Do UOL, em São Paulo

24/05/2018 10h31

Classificação e Jogos

Nesta quinta-feira (24), a Fifa divulgou ação em que jogadores da seleção russa vestiram camisas de equipes que vão disputar a Copa do Mundo. A camisa da seleção brasileira ficou com o lateral-direito Mário Fernandes, que recusou defender o Brasil.

A ação, apresentada com os dizeres “32 camisas, um time”, promove a Rússia como anfitriã das seleções que viajam ao país para a Copa. A ação foi realizada após treino da equipe nacional.

"Parabenizamos todas as equipes que estão vindo para a Copa do Mundo. Acho que eles logo se convencerão de que a Rússia está 100% pronta para sua chegada. Nosso país já realizou muitos eventos esportivos importantes e jogos importantes. Espero que todos os jogadores, treinadores e fãs gostem da Rússia e da sua hospitalidade", disse o goleiro Igor Akinfeev, que vestiu a camisa da Alemanha na ação.

"Espero que todos gostem da Rússia. É verão aqui, o clima é maravilhoso e as pessoas são amigáveis. Tenho certeza de que vocês ficarão felizes", acrescentou o zagueiro Sergei Ignashevich, que vestiu a camisa da França na ação.

Mário Fernandes utilizou a camisa 10 de Neymar ao posar para fotos. Ex-jogador do Grêmio, o lateral-direito foi convocado por Mano Menezes para a seleção brasileira em 2011, para a disputa do Superclássico das Américas, mas acabou recusando o chamado alegando problemas pessoais.

Depois, em 2014, foi relacionado por Dunga para uma nova edição do Superclássico e para um amistoso contra o Japão. Fernandes jogou os 45 minutos finais da vitória do Brasil sobre os asiáticos por 4 a 0, mas, apesar de ter expressado o desejo de voltar à seleção no futuro, não foi mais convocado.

Brasileiro naturalizado russo, Mário Fernandes veste a camisa que será utilizada por Neymar na seleção - Mikhail Shapaev/Fifa - Mikhail Shapaev/Fifa
Imagem: Mikhail Shapaev/Fifa

Copa 2018